Campanha Julho Verde debate o tratamento do câncer no contexto Covid-19

52

Este ano de 2020, a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço (SBCCP) oficializa o início da 4ª Edição da Campanha Nacional de Prevenção ao Câncer de Cabeça e Pescoço em conjunto com a Associação de Câncer de Boca e Garganta (ACBG). Com o slogan O Câncer tá na cara, mas às vezes você não vê!”, seguido da frase:Seu Corpo é Sua Vida. Não o Destrua!”, a campanha discutirá diversas temáticas, como a pandemia da Covid-19, alimentação saudável, tabagismo, sedentarismo, entre outros fatores de risco.

Desde 2016 a SBCCP participa do movimento criado pela International Federation of Head and Neck Oncologic Societies (IFHNOS), que instituiu o 27 de Julho como o Dia Mundial do Câncer de Cabeça e Pescoço. O mês Julho Verde tem apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da União Internacional para o Controle do Câncer. A SBCCP, portanto, encabeça esta campanha há 5 anos no país.

“O Julho Verde é uma marca da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço, em que visa divulgar o câncer de cabeça e pescoço em nosso país, fazendo com que as pessoas conheçam melhor, possam perceber o início dos sintomas e, com isso, possamos oferecer tratamentos mais adequados em função do diagnóstico, que será mais precoce”, explica o presidente da SBCCP, o médico-cirurgião Dr. Antonio José Gonçalves.

Para exemplificar com dados a magnitude do problema, no Brasil, Dr. Gonçalves informa que neste ano, o câncer de cabeça e pescoço deve acometer de 35 mil a 40 mil brasileiros. O segundo maior câncer em frequência, ficando atrás apenas do câncer de próstata para o homem e do câncer de mama para a mulher, se igualando ao câncer de cólon e reto.

“Dentre as principais localizações do câncer de cabeça e pescoço, temos na mulher: o câncer de tireoide, que neste ano de 2020 acometerá aproximadamente 12 mil novos casos. No homem, teremos em boca, 11 mil novos casos e em laringe, teremos aproximadamente, 6.500 novos casos. Além disso, o câncer de cabeça e pescoço acomete a pele da face do pescoço, a faringe, as glândulas salivares, os seios paranasais, enfim, uma série de localizações em que a repercussão no paciente é extremamente importante”, reforça o presidente da SBCCP.

Dr. Antonio Gonçalves saliente que este tipo de câncer mexe com a estética facial, com a deglutição, com a alimentação, com a voz do paciente. “Daí a importância do diagnóstico precoce, para que estes órgãos possam ser preservados e propor tratamentos mais adequados, minimizando os gastos ao nosso sistema de saúde”, completa.

Vivemos uma agenda de adequações devido à pandemia. Este ano, as atividades serão online, com lives para debates.

Informações: www.sbccp.org.br/julhoverde

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

quatro × 5 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.