Candidatos(as) paulistanos(as) criam coalizão por “Campanha Sem Covid”

9

Mudanças nas regras eleitorais previam que as eleições municipais de 2020 teriam elementos novos. Porém, foram em meio ao cenário da pandemia da Covid-19 que ocorreram alterações inéditas. Da mudança de data para a presença mais massiva no mundo virtual, a maneira de se fazer campanha este ano desafia partidos, candidatos, autoridades e eleitores.

Diante deste panorama e estando há 11 semanas das eleições de mais de 5570 municípios em todo o país, surge a dificuldade em se garantir uma campanha competitiva sem abrir mão dos protocolos de segurança do Covid-19.

Foi pensando nisso que quatro coordenadoras da campanha de candidatos(as) de diferentes partidos se uniram em um manifesto para que autoridades, partidos políticos, candidatos, candidatas, cidadãos e cidadãs respeitem os protocolos sanitários durante a campanha eleitoral. “A ideia é que juntos, façamos um esforço de fiscalizar, denunciar o que está em desacordo com os protocolos de segurança e assim possamos garantir um pleito seguro, saudável e democrático para a cidade de São Paulo”, afirma Marina Bragante, uma das candidatas que encabeça o movimento.

As candidatas Marina Bragante (REDE-SP), Samuel Emílio (PSB-SP), Adriana Vasconcellos (PCdoB-SP) e Chico Rubens Paiva (PSB-SP), criaram a “Coalizão Campanha sem COVID” com o objetivo de garantir regras justas e seguras para todo o time de voluntários e contratados durante as campanhas eleitorais.

Assim, a coalizão criou um manifesto online que pode ser assinado por qualquer cidadão por meio do link:

“Os protocolos incluem a obrigatoriedade do uso de equipamentos de proteção individual por todo e qualquer membro da equipe de campanha que for sair de casa. Além disso, os candidatos se comprometeram a evitar ao máximo reuniões, comícios e eventos públicos presenciais, focando suas campanhas quase que 100% de forma online para proteger seus voluntários, contratados e todos(as) os cidadãos paulistanos que precisam sair de casa neste momento de pandemia”, explica Samuel Emílio, outro candidato membro da coalizão.

Os candidatos acreditam que sem essas regras não é possível fazer um trabalho adequado durante o período de campanha, garantindo segurança para candidatos, eleitores e a população como um todo. Com definição clara de protocolos de segurança durante a pandemia o objetivo é garantir campanhas seguras, justas e competitivas para todas as pessoas que estão na corrida eleitoral.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

2 − 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.