Capital paulista participa do “Dia D” de vacinação contra febre amarela

Neste sábado (3), os postos de vacinação dos 20 distritos que integram a segunda fase da campanha de vacinação contra a febre amarela no município de São Paulo vão participar do “Dia D” da ação preventiva. Na data, estas unidades farão atendimento ao público das 8h às 17h.

Assim como acontece desde o início desta fase, no último dia 25, o atendimento será apenas mediante apresentação de senha previamente distribuída. Cabe lembrar que a distribuição diária leva em conta a capacidade operacional de cada unidade de vacinação.

Até esta quinta-feira (1º), 786.241 pessoas foram vacinadas nos 20 distritos da segunda fase da campanha. Desse total, 761.375 foram doses fracionadas e outras 24.884 doses padrão, utilizadas para casos específicos, como viajantes internacionais, crianças entre nove meses e dois anos e pessoas com condições clínicas especiais.

A nova fase da campanha tem priorizado os moradores das seguintes regiões: Jabaquara, Cidade Ademar, Sacomã, Cursino, Cidade Líder, Cidade Tiradentes, Guaianases, Iguatemi, José Bonifácio, Parque do Carmo, São Mateus e São Rafael, Capão Redondo, Cidade Dutra, Grajaú, Jardim São Luís, Pedreira, Socorro, Campo Limpo e Vila Andrade. A meta é a imunização de 3,6 milhões de moradores nesta etapa.

Zona Norte

Teve início nesta quinta (1º) a nova estratégia da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) Norte, para localizar os moradores da zona Norte que ainda não tomaram a vacina contra febre amarela. A meta é ampliar a cobertura vacinal da região, estimada em 58%.

Somente nesta quinta, foram visitadas 1.768 casas na região do Jacanã/Tremembé. Desse total, apenas 59 pessoas não tinham tomado a vacina. Já na região de Pirituba, as equipes foram em 2.880 casas e 500 pessoas não tinham sido imunizadas.

A região observou nos primeiros meses de campanha uma busca alta pela vacina, chegando a um total de 450 mil pessoas em uma semana (de 26 de outubro a 1 de novembro de 2017). No final de novembro, porém, em uma semana (de 30/11 a 7/12), a busca pela vacina nas unidades não ultrapassou as 45 mil pessoas.

Durante os três primeiros meses de campanha, as ações também foram intensificadas com diversos postos volantes, seja em estabelecimentos comerciais, seja em ações de rua, como em hipermercados e shoppings da região, centros esportivos, igrejas, batalhão de polícia, entre outros.

O gráfico da procura pela vacina na região pode ser acessado neste link: www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/saude/vigilancia_em_saude/doencas_e_agravos/febre_amarela/index.php?p=249034

Além da ação casa a casa, duas unidades continuam vacinando na região Norte, AMA/UBS Integrada Vila Palmeiras e AMB ESPEC Tucuruvi (Prof. Armando de Aguiar Pupo). Ambas têm como foco as pessoas que vão viajar para lugares com recomendação da vacina.

Imunização na capital

A campanha começou no município em setembro do ano passado no distrito Anhanguera, na região Norte. Em pouco mais de três meses, foram aplicadas 1.366.592 doses da vacina em toda a região.

Em dezembro, três distritos da zona Sul (Parelheiros, Marsilac e Jardim Angela), além de Capão Redondo e o distrito Raposo Tavares, na zona Oeste, entraram na campanha em caráter preventivo. Nesses locais, foram imunizadas 474.061 e 70.042, respectivamente. A primeira fase da campanha, encerrada em 24 de janeiro, imunizou 1.910.695 pessoas na capital no total.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.