CBR e SBP lançam campanha sobre exame de imagem consciente em crianças e adolescentes

9

Cuidar da saúde com atenção e seriedade é um grande ato de amor a si mesmo e deve ser incentivado desde a infância. Recentemente, o Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) lançaram, em parceria, a campanha “Justifique”, que conscientiza pediatras e radiologistas sobre a importância de solicitar exames de imagem para crianças e adolescentes apenas quando necessário. A iniciativa conta com o apoio do Image Gently e da Sociedade Paranaense de Pediatria (SPP).

Segundo a dra. Dolores Bustelo, membro do CBR, presidente da Sociedade de Radiologia do Paraná e referência em radiologia pediátrica no Brasil, a campanha faz parte da ação mundial “Boon Call for Action”, idealizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e Agência Internacional de Energia Atômica (IAEA). Ela reúne dez ações práticas que devem ser adotadas por profissionais da saúde para melhorar a proteção radiológica na medicina na próxima década.

“Alguns exames de imagem, como o de raios X e a tomografia computadorizada, utilizam radiação ionizante para formar as imagens que auxiliam na prevenção, na detecção e no tratamento de doenças. Porém, a faixa etária pediátrica, que inclui crianças e adolescentes, é mais vulnerável aos efeitos dessa radiação. Dessa forma, precisamos proteger o máximo possível esse público para que a exposição aos exames desnecessários seja cada vez menor”, afirma a médica.

Apesar de os exames que utilizam radiação ionizante não serem indicados com frequência, eles são essenciais para a prevenção e o diagnóstico de doenças e o tratamento de pacientes. E para reforçar a segurança durante a realização do exame, os equipamentos de tomografia computadorizada e raios X têm recebido melhorias constantes, sendo necessária uma dose de radiação cada vez menor para obter as imagens. Além disso, os radiologistas estão sempre alertas aos níveis da radiação para que não ultrapassem o limite considerado seguro ao paciente.

De acordo com a dra. Dolores, é importante que o radiologista seja avisado sobre as necessidades do paciente, para que ele possa nivelar o índice de radiação durante a realização do exame. Porque, mesmo com os efeitos biológicos da radiação ionizante, os exames de imagem podem ser realizados com toda a segurança e preocupação possível com o paciente pediátrico e adulto, preservando não só sua saúde, como seu bem-estar e qualidade de vida.

O presidente do CBR, dr. Alair Augusto dos Santos Sarmet, enfatiza a relevância do tema e fala sobre algumas ações organizadas pelo colégio nos últimos anos em prol da proteção radiológica: “Estamos imensamente felizes em poder atuar ao lado da SBP em favor das crianças e dos adolescentes. Vamos ecoar as recomendações sobre a necessidade de atenção individualizada e adequar a prescrição a cada paciente. Essa conscientização é fundamental aos dois especialistas (radiologistas e pediatras) e inclusive abre a possibilidade de diálogo entre os profissionais para discutir que exame é mais indicado ou como obter o resultado desejado”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.