Centro de Reabilitação de Fissuras Lábio-Palatina promove comemoração de Natal para pacientes

Foto: Yasmine de Paiva

Os profissionais do Centro de Reabilitação de Fissuras Lábio-Palatina (Cerfis), responsável pela reabilitação de pacientes que nascem com a fenda palatina, popularmente conhecida como lábio leporino, do Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI), da SES-GO – Governo de Goiás, promoveram nos dias 13 e 14 de dezembro uma festa especial de Natal para seus colaboradores e pacientes, com direito à presença do Papai Noel e uma palavra especial do capelão da unidade, Rafael Magul.

Durante os dois dias de comemoração, brinquedos foram distribuídos para os pequenos pacientes do centro, que puderam ainda participar de apresentações de mágicas e outras atividades como pintura facial, oficinas de desenho e de massinha. A coordenadora do Cerfis, Flávia Aline Jesuíno, aproveitou o momento para agradecer o empenho e a dedicação da equipe multidisciplinar, que ainda conta com trabalho de excelência dos profissionais que fundaram o centro. “Se não fosse pelo trabalho voluntário do cirurgião plástico Reinaldo Carvalho e dos ortodontistas Lenise Lima e Rubens Tavares, iniciado há 28 anos, não seríamos o que somos hoje. Temos um amor e comprometimento especial com os nossos pacientes, pois ver o sucesso do tratamento, é o nosso combustível para continuar com nosso trabalho”, agradeceu.

Dentre os participantes da confraternização, a paciente Ranis Xavier Pinheiro agradeceu a atenção e o trabalho feito pelos profissionais do Cerfis. “Quando eu vim pra cá, minha vida mudou. Eu não sorria há 15 anos como eu sorrio hoje. Então, eu sou muito agradecida por cada um da equipe que trabalha aqui, pois me acolheram com muito amor e com carinho”, disse. E foi para conhecer esse trabalho precioso realizado pelo Cerfis que Cibelle de Farias, gestante de 39 semanas, procurou o centro, já que seu filho Henrique é portador do lábio leporino. “Foi um susto pra mim, já que tenho uma filha de 11 anos que não tem a fissura. Entrei em depressão e quase perdi meu filho. Mas fui atrás de referências na internet e nas redes sociais, até que encontrei uma mãe que me falou do Cerfis. Agora, mais esclarecida, não vejo a hora de tê-lo em meus braços para começar o tratamento com essa equipe, que já tenho grande consideração”, completa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.