Dasa amplia produção científica e publica 252 artigos em 2021, 69 relacionados à Covid-19

A Dasa, rede de saúde integrada, com o apoio do Instituto de Ensino e Pesquisa Dasa (IEPD), entidade sem fins lucrativos da qual a empresa é a principal mantenedora, publicou 252 artigos em revistas científicas em 2021. O número – referente apenas a publicações em revistas indexadas – representa um crescimento de mais de 50% em relação à 2020.

Nos dois anos de pandemia, médicos e cientistas vinculados a Dasa, com o apoio do IEPD, produziram 69 artigos científicos relacionados diretamente à Covid-19. Entre eles, 24 estudos foram publicados em revistas como Nature, Lancet, Science e New England Journal of Medicine, consideradas como de alto impacto científico.

Um artigo publicado na Nature Medicine, por exemplo, traz um modelo de Inteligência Artificial robusto e altamente generalizável para ajudar na triagem de pacientes com Covid-19. O estudo destaca a importância do Aprendizado Federado (método utilizado para treinar IA com dados de múltiplas fontes, mantendo o anonimato dos pacientes) e a otimização do processo, agilizando o compartilhamento dos dados de forma segura e eficiente.

“Temos publicado, de maneira constante, artigos de altíssimo impacto na literatura médica em áreas como inteligência artificial, genômica, oncologia, radiologia e Covid-19. A parceira com o IEPD reflete a visão da Dasa de integrar a experiência da prática clínica com a geração de conhecimento científico, gerando valor para toda a cadeia de saúde”, conta Flavia Paiva Lopes, coordenadora executiva do IEPD.

Artigos em periódicos como Nature, Science, The Lancet, BMJ Journals, PNAS, JACC Journals, Annals of Neurology, Radiology, Endoscopy, Pubmed, Obesity Reviews e Emerging Infectious Diseases vêm elevando o perfil da Dasa e do IEPD como um dos destaques na geração do conhecimento médico e científico de alto nível no Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.