Covid-19: Custo mediano de diária em UTI é de R$ 2.234,00

O Brasil vem registrando aumento nos diagnósticos da Covid-19, com elevação de internações. Estudo realizado pela Planisa – especialista em soluções de gestão de saúde – em sete hospitais brasileiros de referência para atendimento à Covid-19, mostra que a mediana do custo unitário dos pacientes, para um dia de internação, foi de R$ 2.234,00 para paciente de cuidados intensivos e de R$ 1.139,00 em unidades de internação não-crítica. “Com isso, observa-se que os custos foram inferiores em pacientes não Covid, onde os valores foram, respectivamente, R$ 839,00 e R$ 2.136,00, portanto um aumento de 36% para pacientes Covid em unidades de internação não-crítica e 5% em Unidade de Terapia Intensiva”, pontuou Túlio Fernando, consultor da Planisa, ressaltando que nestes valores não foram considerados os custos com exames diagnósticos.

Ao analisar os impactos dos custos com paciente Covid e não Covid, o estudo observou maior consumo em materiais e medicamentos hospitalares para pacientes em unidade de internação não-crítica Covid, que girou em torno de R$ 156,00 por diária, enquanto na unidade de internação não-crítica destinada à pacientes com outras enfermidades, nestes mesmos hospitais, foi de R$ 107,00, portanto, alta de 46%. Na UTI, o custo médio foi R$ 594,56 para pacientes Covid por diária e R$ 399,02 para pacientes não Covid, aumento de 49%.

Taxa de ocupação

Outro ponto crucial para justificar o aumento de custos em pacientes Covid, segundo Tulio Fernando, está relacionado à taxa de ocupação, que em muitas cidades já atingiram 100%. “Unidades de pacientes Covid tendem a oscilar seu desempenho nos custos em virtude da taxa de ocupação, que é altamente influenciada pelo avanço ou não da pandemia na região”, fala Tulio. “Cabe ainda ressaltar que o custo fixo, aquele que não oscila com a produção da unidade, representa, aproximadamente, 75% do custo total nestes hospitais analisados. Portanto, uma unidade de internação não-crítica teria 75% do seu custo, ainda que não atendesse nenhum paciente. Já na UTI, esses valores chegam a 73% do custo total”, completa.

Ao projetar os custos utilizando-se da totalidade da capacidade instalada, portanto, ocupação de 100% de um leito, os custos da diária no percentil 50 (mediana) foi de R$ 690,00 para paciente em unidade de internação não-crítica Covid e R$ 1.963,00 para pacientes em UTI Covid.

Já no percentil 75 dos hospitais analisados, em leitos de enfermaria, o custo médio da diária foi de R$ 844,00 e, em leitos de UTI, de R$ 2.307,00.

“Quando acrescentamos os custos agregados, que seriam os custos com SADT’S (Serviço de Apoio ao Diagnóstico e Terapia) e atendimentos multidisciplinares, estes se tornam ainda maiores”, salienta Tulio. Além dos custos com atendimento em Pronto-Atendimento Covid-19, que giraram em torno de R$ 449,00 por paciente atendido nestas unidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.