Escala hospitalar na tela do smartphone

Esqueça as escalas de plantão feitas em planilhas de papel, a caneta, ou mesmo no Excel, que muitas vezes levam a erros. Sem contar as mudanças de última hora para cobrir um turno. O Escala, plataforma online criada pelo Laboratório de Inovação da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, cobre de ponta a ponta os desafios de uma escala médica, desde a construção pelo organizador até o gerenciamento de métricas.

Essa plataforma apresenta funcionalidades como painel para o organizador da escala, acesso a ela por aplicativo, troca de plantões entre a equipe, além de alertas sobre novas escalas, anúncios e trocas. Tudo é atualizado em tempo real. Relatórios automáticos são gerados para os gestores e a escala do dia fica disponível para todo hospital.

A ideia para a inovação surgiu de um profissional que vive esse dia a dia: o médico intensivista Rodrigo Octavio Deliberato, que é do Einstein. Ele também é um dos autores de um estudo científico que avaliou o Escala. O trabalho foi publicado no periódico Plus One e analisou a satisfação dos usuários antes e depois da implantação da plataforma no hospital. A pesquisa durou nove meses e seus resultados mostraram que 96% dos médicos não pretendem voltar ao método anterior para planejar a escala e 94% estavam muito satisfeitos com a interface do aplicativo mobile.

O Escala é o primeiro produto lançado pelo Laboratório de Inovação do Einstein, que tem como missão desenvolver soluções de impacto para o sistema de saúde. Já foi adotado por mais de 100 hospitais no país. Os plantões gerenciados já ultrapassam a marca de 737 mil, sem contar mais de 39 mil trocas de plantão. A plataforma tem, hoje, mais de 12 mil médicos cadastrados. Os três primeiros meses de uso são gratuitos para as instituições interessadas.

Informações: escala.med.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.