Faculdade Moinhos de Vento abre processo seletivo para graduação em Enfermagem

Foto: Leonardo Lenskij

A Faculdade de Ciências da Saúde do Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS), registrou aumento de 120% na procura pelo curso de graduação em Enfermagem com a pandemia da Covid-19. No primeiro semestre de 2021, o número de matrículas foi 130% maior do que no segundo semestre do ano passado.

Segundo a gerente de Educação do Hospital Moinhos de Vento e diretora da Faculdade de Ciências da Saúde, Susane Garrido, as equipes da área da saúde se destacaram como protagonistas do enfrentamento à doença. Ela acrescenta que a situação não prejudicou a formação desses profissionais.

“Conseguimos manter o padrão do Ministério da Educação, adaptando às exigências de saúde necessárias pela ocasião atípica. Quando as aulas presenciais foram suspensas, garantimos as atividades em plataformas online, para atendimentos síncrono e assíncrono. Depois, com a retomada das aulas práticas presenciais, reforçamos a segurança com acompanhamento da equipe de controle de infecção do hospital. Mantivemos serviços essenciais como biblioteca, atendimento de NAPP, além de lives para mantermos a conexão e o acolhimento dos alunos com a instituição. Então, eles seguiram aprendendo, pesquisando e praticando”, pontua Susane.

Para a Superintendente Assistencial e de Educação do Hospital, Vania Röhsig, o aumento da procura também se deu porque o mercado acompanhou as adaptações para que o aluno seguisse sendo formado com base em pesquisa. “A pandemia evidenciou faces da área da saúde que antes eram desconhecidas por grande parte da população. Com uma doença nova, ficou claro que esses profissionais precisam estar em constante aprendizado. Na Faculdade Moinhos, prezamos por uma formação que visa a prática baseada em evidências científicas, sem abrir mão do cuidado humanizado e integral ao paciente”, explica Vania.

Vestibular de Inverno

As inscrições para o vestibular e os processos seletivos para ingresso no segundo semestre já estão abertos. Os interessados devem acessar o site faculdademoinhos.com.br. Também estão disponíveis vagas na pós-graduação e bolsas de iniciação científica. Um dos diferenciais destacados é o processo de aprendizagem na prática, além de mentorias com experientes professores da área médica.

Certificação Internacional

A Faculdade de Ciências da Saúde pertence à mesma mantenedora do segundo melhor hospital do Brasil, sexto da América Latina e um dos únicos dois brasileiros entre os cem melhores do Mundo. Os acadêmicos podem usufruir já no início da sua formação da expertise e da excelência do Hospital Moinhos de Vento. A instituição é a única afiliada à Johns Hopkins Medicine International. Também é certificada pela Joint Commission International (JCI).

Hospital Moinhos de Vento promove plantio de árvores e hortaliças na Ilha Grande dos Marinheiros

Colaboradores do Hospital Moinhos de Vento e educadores do Centro Social Marista participaram da atividade para orientar crianças e adolescentes no plantio do pomar. Foto: Leonardo Lenskij

Crianças e adolescentes atendidos no Centro Social Marista Aparecida das Águas, na Ilha Grande dos Marinheiros, em Porto Alegre (RS), estão aprendendo desde cedo a cultivar os seus próprios alimentos. Em ação promovida pelo Hospital Moinhos de Vento nesta terça-feira (22), eles plantaram um pomar com árvores que irão produzir bergamotas, laranjas, pêssegos, ameixas e figos. Na horta comunitária, dedicaram-se ao cultivo de alface, tomate cereja, repolho, couve, salsa, cenoura e rúcula. A atividade faz parte da programação do Mês do Meio Ambiente e busca conscientizar os moradores da região sobre a importância da preservação ambiental e estimular uma alimentação mais saudável e nutritiva.

A ação integrou as frentes ambiental e de responsabilidade social do Hospital Moinhos de Vento. O superintendente Administrativo da instituição, Evandro Moraes, destacou a importância de preparar as novas gerações para o futuro. “Temos na história do Moinhos a questão ambiental muito presente. Além disso, o nosso cuidar de vidas não se resume a cuidar dos nossos pacientes. Mas, sim, cuidar da nossa comunidade, dos que nos rodeiam e do meio ambiente.  Estamos estendendo o nosso braço para muito além da gestão do hospital, trazendo orientação, formação, apoio e desenvolvimento aos que mais precisam”, explicou Evandro.

De acordo com o coordenador do Centro Social Marista Aparecida das Águas, Irmão Matheus da Silva Martins, a parceria tem papel importante para melhorar a qualidade de vida no arquipélago. Ele ressaltou que a crise gerada pela suspensão de atividades em função da pandemia reduziu a renda das famílias e evidenciou ainda mais as desigualdades e a extrema vulnerabilidade de moradores da região. “Os valores maristas e do Moinhos são muito semelhantes. Cuidamos de vidas. Um hospital já cumpre uma grande missão nesse momento. Mas quando seus colaboradores se dispõem a vir até aqui ajudar, estão promovendo cultura da solidariedade, do amor e do cuidado para além do seu espaço”, afirmou o Irmão Matheus.

O Centro Social Marista da Ilha Grande dos Marinheiros atende 180 crianças e adolescentes, como Camile Dias Vieira, 14 anos. Ela aproveitou para mandar um recado à comunidade. “As pessoas não cuidam das nossas águas aqui, não reciclam o lixo. Eu queria que todo mundo cuidasse mais. Importante a gente preservar e ‘plantar’ o nosso futuro”, concluiu Camile.

Com um dos mais baixos IDHs (Índice de Desenvolvimento Humano) da capital, a região das ilhas recebe ações regulares do Hospital Moinhos de Vento, com foco nas famílias em situação de vulnerabilidade social. Nos próximos meses, será realizado um estudo, em parceria com a nutricionista do Centro Social Marista, sobre o impacto da inclusão desses produtos na alimentação das crianças das creches e comunidade do entorno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.