Hospital e Maternidade Madre Theodora inaugura Centro Obstétrico com salas PPP para parto normal

O Hospital e Maternidade Madre Theodora, do Americas, em Campinas (SP), inaugurou recentemente um novo Centro Obstétrico. O local conta com duas salas para parto normal (PPPs) e duas salas cirúrgicas equipadas para a realização de procedimentos de todas as complexidades, caso necessário. Nesse novo modelo são disponibilizadas salas de pré-parto, parto e pós-parto, as PPPs, nas quais podem ser realizadas práticas alternativas para o alívio da dor e estímulos para o trabalho de parto com uma equipe multidisciplinar especializada em obstetrícia e vivência em todas as etapas do parto.

Além disso, as salas de PPPs, apresentam espaço para banheira descartável (seguindo orientações da Vigilância Sanitária), Wi-Fi, musicoterapia e cromoterapia, espaldar, bola de pilates e de ‘feijão’, e banqueta de parto. Estes equipamentos permitem e facilitam a descida fisiológica do bebê pelo canal de parto e reduzem o tempo do trabalho de parto em si. “Nosso centro é um dos poucos em Campinas a oferecer o cuidado completo para a gestante e o bebê. Investimos, constantemente, em infraestrutura e tecnologia, assim como na capacitação de nossos profissionais para o cumprimento dos protocolos e assistência voltada para a segurança e o conforto de nossos pacientes”, destaca Maria Claudia Dalaneze Gomes, diretora da unidade.

Totalmente planejado para o acolhimento das famílias, o novo Centro Obstétrico possui um local para a recepção do recém-nascido junto da mãe e de seu acompanhante (pessoa escolhida pela parturiente), ou seja, em nenhum momento o recém-nascido é afastado da mãe, independentemente da via de parto, se normal ou cesariana. É estimulado o contato do recém-nascido com a mãe já na primeira hora de parto, a chamada ‘Golden Hour‘. “É um espaço preparado para oferecer o acolhimento, conforto e segurança para gestantes. Seguimos todos os protocolos para o parto adequado do Ministério da Saúde”, enfatiza Anderson Borovac-Pinheiro, coordenador da Ginecologia e Obstetrícia da instituição. Depois do nascimento, mãe, bebê e acompanhante são encaminhados para a enfermaria de alojamento conjunto, composta por quarto privativos, com o acompanhamento de uma equipe multidisciplinar contínua, sempre estimulando o aleitamento materno.

A estrutura do Madre Theodora inclui ambulatórios de pré-natal para atendimento a gestantes de baixo a alto risco, que têm à disposição equipamentos de alta tecnologia para a realização de todos os exames para o acompanhamento da gravidez e todas as suas fases, além da atenção voltada para bebês prematuros e gestações múltiplas. Uma equipe formada por neonatologista, 24 horas, retaguarda de UTI neonatal com 12 leitos, além de UTI adulta preparada para qualquer intercorrência, com médicos ginecologista e pediatra, enfermeira obstetra e anestesista. A maternidade realiza uma média de 80 partos (cesáreas e normais) por mês, um total de 960 anualmente, e a previsão é que haja um aumento de 50% no número de procedimentos, segundo Maria Claudia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.