Faculdade Santa Casa fecha parceria com instituição internacional para capacitação de alunos

Faculdade Santa Casa fecha parceria com instituição internacional para capacitação de alunos. Na foto, da esquerda para a direita, o professor Dr. Irineu Francisco Delfino Silva Massaia, vice-reitor da FCMSCSP; Carlos Hiran Goes de Souza, VP e CEO da AACI Portugal & Brazil; Dr. João Clímaco Penna Trindade, presidente da FAVC, e Ana Carla Parra Labigalini Restituti, cofundadora da H2A. Foto: Irlaine Firmo/FCMSCSP

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP), por meio de sua mantenedora, a Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho (FAVC), realizou na última segunda-feira (11), a formalização da parceria com a instituição Health Hub Accreditation (H2A), para certificação e acreditação dos alunos da universidade quanto a boas práticas médicas.

A empresa é a responsável no Brasil e Portugal pelo selo de certificação American Accreditation Commission International (AACI), que nos Estados Unidos é referência em acreditações hospitalares, avaliações de qualidade e segurança de atendimento ao paciente, atuando em hospitais, clínicas odontológicas, ambulatórios, spas e outras instituições de saúde. Na oportunidade, a FAVC foi representada por seu presidente, o Dr. João Clímaco Penna Trindade.

A parceria envolve diversas ações com o objetivo de treinar os futuros profissionais no desenvolvimento de habilidades baseadas em processos de gestão e qualidade para compor suas atuações nas instituições de saúde. Entre as atividades que serão desenvolvidas estão a realização de curso de formação de avaliadores internacionais, workshop de gestão de qualidade, oferecimento de disciplina eletiva de Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde, desenvolvimento de cursos de pós-graduação em Gestão da Qualidade em Serviços de Saúde e em Engenharia Clínica, e apoio ao funcionamento da Liga da Qualidade e Segurança do Paciente e Certificação Internacional dos Profissionais de Enfermagem.

Com o trabalho a ser desenvolvido por meio da parceria entre a FCMSCSP e a H2A, os alunos, antes mesmo de iniciarem a sua vida profissional, terão seu conhecimento ampliado sobre a jornada do paciente. “Esse momento é extremamente importante para nós, tendo em vista a tradição da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, que está formando a 55ª turma do curso de Medicina. Não há nada mais rico e grandioso do que isso”, destacou Ana Carla Parra Labigalini Restituti, cofundadora da H2A. “Trabalhar conceitos de segurança e de cuidado junto aos alunos desde a universidade é de fundamental importância, e essa parceria com uma instituição com expertise e tradição na Medicina brasileira como a Faculdade da Santa Casa de SP nos motiva para que esse trabalho seja algo perene.”

O professor e vice-reitor da FCMSCSP, Dr. Irineu Francisco Delfino Silva Massaia, aponta que a parceria com uma instituição reconhecida internacionalmente torna a Faculdade Santa Casa ainda maior no que diz respeito à qualidade do ensino, para que possa, cada vez mais, mostrar o valor da educação na cadeia.

“Somos pioneiros entre as instituições de ensino brasileiras em celebrar essa parceria, pois acreditamos que o aluno precisa ser treinado e habilitado para analisar qualidades que priorizem a segurança e a saúde do paciente nos hospitais e outros equipamentos de saúde, passando por ganhos de habilidades na comunicação, no olhar da melhor gestão e das melhores práticas”, ressalta o vice-reitor.

Melhor atendimento a pacientes

O estabelecimento de protocolos de saúde tem como objetivo melhorar o atendimento dos pacientes. Para o médico, VP e CEO da AACI Portugal & Brazil, Carlos Hiran Goes de Souza, o conceito da melhoria contínua dos processos de saúde ou da gestão pela qualidade total por meio de certificações e acreditações surgiu nos anos 1970, com um olhar do cuidado em saúde que une a técnica ao humano. E para que essa padronização dos serviços ocorra em observância às normas internacionais de qualidade, a compreensão individual do processo é de fundamental importância na busca dos resultados que serão obtidos, visando minimizar os riscos e melhorar a condição e a qualidade de vida do outro.

“Trata-se de um outro olhar sobre o cuidado, de provocar a reflexão sobre a situação alheia, observá-lo como um processo integrado em que as pessoas seguem protocolos no sentido de fazer melhor”, explica o médico. “Até então, não se tinha uma gestão de qualidade, porque o médico era o centro do cuidado. Contudo, hoje observa-se que esse profissional é parte importante do cuidado, mas atua numa equipe multidisciplinar.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.