Farmacêuticas lançam canabinoides com foco no uso adjuvante do tratamento oncológico e de dor crônica

No dia 28 de julho, às 20h, a FarmaUSA, empresa especializada na fabricação e importação de medicamentos e pioneira em Canabinoides Medicinais no Brasil, em parceria estratégica com a Quantum Farma, empresa global especializada em produtos contendo canabinoides de qualificação farmacêutica, promete um marco no mercado farma do país. Juntas, lançam em evento on-line dois medicamentos inovadores, sendo o Medrosan Forte, que tem alta concentração de THC e o Medrosan Extra, que traz na composição o canabigerol, um novo tipo de canabinoide cuja prescrição cresce no mundo inteiro.

Produzidos de forma orgânica, o MEDROSAN Forte e MEDROSAN Extra tem origem em sementes de genética pura, desenvolvidos pela Medropharm e são auditados pela agência Suíça de medicamentos, da semente ao frasco. Ambos são extratos padronizados, ou seja, os principais ativos (CBD, THC e CBG) possuem doses fixas estabelecidas e, devido à característica oleosa e não aquosa, deve ser usado com uma seringa dosadora e não com conta gotas. Outro diferencial é a embalagem em português, facilitando a consulta e compreensão da composição e seus benefícios pelos pacientes brasileiros.

O MEDROSAN Forte possui Canabidiol (CBD) (75mg/ml) + Tetrahidrocanabinol (THC) (9mg/ml), ambos extraídos da planta Cannabis Sativa, canabinoides com altíssimo potencial terapêutico, (CBD:THC 8:1). Trata-se de uma das maiores dosagens de THC em um produto de cannabis Full Spectrum no Brasil, totalmente produzido em área farmacêutica na Suíça. O produto combina em sinergia o CBD/THC e estudos ao redor do mundo tem demonstrado o potencial de tal produto como adjuvante no tratamento dos sintomas relacionados a quimioterapia, contribuindo para o alívio da dor, náuseas e perda de apetite, assim como nos sintomas em fibromialgia e cuidados paliativos.

Já o MEDROSAN Extra apresenta Canabigerol (CBG) (50mg/ml) + Canabidiol (CBD) (12,5mg/ml) (CBG:CBD 4:1). É um produto de cannabis medicinal que, apesar de isento de THC, é um Full Spectrum pois é proveniente de uma planta com genética pura, que produz quantidades não detectáveis de THC e contém um dos canabinoides que mais cresce em uso no mundo, o CANABIGEROL. Sua formulação associa CBG e CBD, em sinergia, além de ser isento de THC. Entre as aplicações possíveis, estão: anti-inflamatório (nesse aspecto, muito mais potente que o canabidiol) e relaxante muscular poderoso, além de ser ideal para as pessoas que não podem usar THC.

“A Quantum Farma está empenhada em trazer medicamentos GMP suíços de alta qualidade para a América Latina. Estamos animados para contribuir para o acesso do Medrosan Forte e Extra em todas as regiões do Brasil”, diz Karan S. Madan, CEO da Quantum Farma.

“Estes lançamentos reforçam a missão da FarmaUSA, que é de viabilizar tratamentos exclusivos, inovadores e mundialmente conceituados para o território nacional, contribuindo com a melhor qualidade de vida de pacientes e oferecendo todo o suporte de informação e conhecimento para que os médicos se sintam seguros em suas prescrições”, diz Helder Dário Colmenero, Diretor Técnico da FarmaUSA.

Conhecimento e prescrição médica

Sempre à frente do desenvolvimento de pesquisas em parceria com universidades e hospitais, a FarmaUSA e Quantum Farma se preocupam em levar conhecimento e expertise para a classe médica, além de disseminar estudos clínicos realizados por centros de pesquisas renomados acerca da Cannabis Medicinal. Com o mesmo propósito, para que sejam esclarecidos os principais pontos da família de produtos MEDROSAN, o evento on-line espera receber mais de 600 profissionais prescritores, em um evento exclusivo para médicos (as). A orientação e o conhecimento trazem segurança na hora da utilização do produto como ferramenta e opção clínica, em uso compassivo, isto é, quando outros tratamentos ou medicamentos registrados no Brasil não trazem a qualidade de vida ao paciente ou alívio de sintomas.

Em 2015, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Anvisa, estabeleceu a legislação para o uso de produtos à base de cannabis, inicialmente via importação, com prescrição médica e autorização para cada caso, que se mantém até hoje. Posteriormente, no final de 2019, liberou a venda de produtos no Brasil, também mediante prescrição médica.

O médico é responsável por indicar a composição, informar quais canabinoides e a concentração do óleo que será utilizado pelo paciente. No entanto, apesar de estudos e comprovações científicas, muitos pacientes que buscam o tratamento com a Cannabis medicinal enfrentam dificuldades, seja pela burocracia, por não encontrarem um médico prescritor ou devido ao custo do tratamento. Segundo a Anvisa, até o final de 2020, o Brasil tinha cerca 2100 médicos prescritores de cannabis para fins terapêuticos. A pior situação ocorre quando um paciente ou sua família, em grande necessidade, acabam recorrendo a produtos artesanais ou ilegais, o que podem trazer mais prejuízos que benefícios a um paciente já combalido pela dor ou severa doença.

Preocupada com os estigmas, tabus e preconceitos, decorrente da desinformação generalizada acerca das propriedades terapêuticas e segurança da substância, a FarmaUSA, por meio de uma equipe capacitada e dedicada de forma exclusiva à assessoria na importação de medicamentos, já atendeu mais de 30 mil médicos em território nacional, além de cerca de 20 mil pacientes que receberam acesso a tratamentos inovadores e exclusivos no Brasil. “Tem muita pesquisa sendo desenvolvida nos próximos anos. É preciso uma educação médica continuada, pois a soberania do médico ajuda o paciente. Em sua decisão por prescrever um produto de cannabis, o médico deve considerar três pilares: legalidade, qualificação farmacêutica e evidências clínicas”, finaliza Helder Dario, Diretor Técnico da FarmaUSA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.