Fisioterapia: a profissão com maior demanda durante a pandemia

Um levantamento da Catho de julho de 2020 apontou que Fisioterapia foi a área que apresentou maior oferta de vagas durante a pandemia. De março a maio daquele ano, a procura por fisioterapeutas respiratório e hospitalar teve um crescimento de, respectivamente, 4.480% e 1.555%, comparado ao mesmo período de 2019. Essa demanda é resultado do papel fundamental que esses profissionais exercem para prevenir e tratar complicações respiratórias e motoras durante a fase aguda e pós-alta, sendo um profissional essencial na continuidade do tratamento. A atuação do fisioterapeuta tem como um dos principais objetivos contribuir com a melhora da qualidade de vida do indivíduo.

Além dos casos de Covid-19, o fisioterapeuta atua em diversas áreas desde a promoção da saúde até a reabilitação e inclusão social. Possibilidade de atuar em clínicas, consultórios, clubes esportivos, unidades básicas de saúde (UBS), home care, indústria e em instituições de saúde. Compreende áreas como: ortopedia, neurologia, medicina esportiva, cardiorrespiratória, oncologia, saúde da mulher, saúde da família, saúde ocupacional. Essa abrangência impulsiona a oferta de oportunidades de trabalho para fisioterapeutas.

O Einstein tem sido protagonista no combate ao novo Coronavírus, com diversas iniciativas nos âmbitos da assistência, pesquisa e ensino. O Einstein tem como objetivo formar profissionais capacitados para atuar na promoção da saúde e na prevenção e redução de problemas relacionados à função motora, cardiorrespiratória entre outras. Contribuindo com esse objetivo, a Faculdade Israelita de Ciências da Saúde Albert Einstein recebeu a autorização do MEC para implementar a graduação de Fisioterapia no portfólio dos cursos da área de saúde. O programa será oferecido a partir de 2022.

“Por meio do aprimoramento da assistência à saúde, o Einstein tem um compromisso com a geração de conhecimento e capacitação de profissionais como um mecanismo de contribuição para a sociedade brasileira. Certamente, o novo curso de Fisioterapia em nosso portfólio dará respaldo à formação de excelência de fisioterapeutas tão essenciais para tratamento e reabilitação, tanto de Covid-19 quanto de outras doenças e lesões”, explica Alexandre Holthausen Campos, Diretor Acadêmico do Ensino da Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein.

Currículo inovador

O programa do curso foi desenvolvido com base na Diretriz Curricular Nacional de Fisioterapia e nos conteúdos oferecidos por renomadas faculdades internacionais. Um diferencial é o uso de metodologias ativas para a otimização do aprendizado, como o Team-Based Learning (TBL), atividades no Centro de Simulação Realística e estudo de casos.

Desde o início do curso, os alunos já terão experiência prática por meio de atividades de laboratórios e campos de estágio, como a clínica-escola, equipamentos de saúde do SUS gerenciados pelo Einstein e o próprio Hospital Israelita Albert Einstein. Essa estrutura permitirá aos alunos agregar valor à formação acadêmica com pesquisa, extensão universitária e inovação.

As inscrições para o Vestibular da primeira turma da Graduação em Fisioterapia do Einstein serão abertas juntamente com as inscrições para o processo seletivo da Medicina e da Enfermagem, no segundo semestre de 2021. Os interessados podem obter mais informações na página do curso, na qual também poderão se cadastrar para serem avisados quando as inscrições estiverem abertas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.