HCor usa videoconferência para treinar hospitais da rede pública no combate ao Coronavírus

47

As ferramentas de reunião virtual passaram a fazer parte da rotina de pessoas e organizações em todo o mundo durante a pandemia do novo Coronavírus. O HCor adotou o recurso dos encontros remotos, em apoio ao Ministério da Saúde, para compartilhar conhecimento técnico gestão sobre Covid-19 com profissionais da saúde de 605 instituições públicas, distribuídas em 239 municípios brasileiros, contribuindo para aprimorar o atendimento de milhares de pacientes infectados em diversos pontos do País.

A iniciativa abrange hospitais, unidades de pronto atendimento (UPAs), unidades de saúde básica (UBS), do SAMU, instituições de ensino e equipes de secretarias municipais e estaduais de saúde e é viabilizada por meio de recursos do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do SUS (PROADI-SUS).

As Sessões de Aprendizagem Virtual tiveram início no final do mês de março, abordando a gestão e a implantação de um plano de contingência para as instituições participantes. Os especialistas do HCor, em parceria com outros hospitais de referência que integram o PROADI-SUS, já dividiram com as turmas suas experiências no cuidado multiprofissional de pacientes com confirmação de infecção pelo novo Coronavírus, atendimento pediátrico, estratégias de proteção aos colaboradores da linha de frente da assistência, fluxos de assistência em nutrição e farmácia, gestão de pessoas e apoio psicológico para pacientes e familiares, além da pesquisa em andamento na instituição que inclui o uso de três medicações conhecidas. “Todo o conhecimento compartilhado é baseado nas boas práticas clínicas, aprimorado por evidências e endossado por especialistas reconhecidos em suas áreas de atuação”, ressalta Bernadete Weber, superintendente de Responsabilidade Social do hospital.

A audiência dos treinamentos online já atingiu mais de 3.600 acessos, entre diretores, médicos, enfermeiros, psicólogos, nutricionistas e fisioterapeutas. A região Nordeste lidera o engajamento com participação de 84 municípios, incluindo centros médicos das capitais de todos os Estados: São Luis (MA), Teresina (PI), Fortaleza (CE), Natal (RN), Recife (PE), Maceió (AL), Aracaju (SE), João Pessoa (PB) e Salvador (BA). Em seguida vêm as instituições do Sudeste, com 50 instituições, Centro-Oeste (49), Sul (40) e Norte (16). Especialistas de duas instituições americanas, de Houston, no Texas, e Rochester, em Minnesota, também já participaram das reuniões. “A iniciativa tem atingido regiões carentes de capacitação técnica com retornos positivos dos participantes, incluindo os especialistas americanos, de uma realidade distante da nossa. O projeto reforça o compromisso do HCor de contribuir com sua expertise para o Sistema Único de Saúde, beneficiando milhões de brasileiros que dependem da rede pública”, destaca Fernando Torelly, superintendente corporativo do HCor.

Assistência aos pacientes

O HCor também tem recorrido ao atendimento remoto para cuidar de pacientes que já realizam acompanhamento médico nos ambulatórios do hospital. Por telefone ou vídeo chamada, é possível tirar dúvidas quanto à sequência do tratamento como o uso de medicamentos, atualização de receitas, avaliação de exames e, principalmente, quanto ao momento de procurar ajuda presencial.