Hospitais preparados para voltar a atender casos não relacionados à Covid-19

72

O Hospital Icaraí (HI) e o Hospital e Clínica São Gonçalo (HCSG) prepararam protocolos de segurança para voltar a atender casos não relacionados à Covid-19, com responsabilidade e segurança.

O Covid-19 (novo Coronavírus) vem assolando o mundo. Diante de toda a situação caótica que se instalou, as cardiopatias aparecem, de acordo com informativos do Ministério da Saúde, como grande fator de risco de morte para pacientes com Covid-19. A pandemia do novo Coronavírus vem, contudo, reduzindo a presença destes pacientes cardiológicos nos serviços de emergência em todo o pais, fazendo com que os sintomas se agravem. Bem como interrompeu os procedimentos cirúrgicos eletivos por tratamentos continuados de pacientes crônicos

O Hospital Icaraí (HI) e o Hospital e Clínica São Gonçalo (HCSS) se prepararam e elaboraram uma estrutura para garantir segurança aos pacientes que possuem doenças crônicas, mas que não estão contaminados pela Covid-19. Nos hospitais, os pacientes com o vírus são alocados de forma separada, em unidades de terapia intensiva específicas, bem como em andares de apartamentos específicos. Acreditamos que o isolamento, de certa forma, afasta os outros doentes sem sintomas virais do hospital, o que vem fazendo com que o paciente chegue em estado mais grave nas emergências.

Os hospitais decidiram retornar criteriosamente com os procedimentos cirúrgicos eletivos. A decisão tem base nos cuidados de proteção exigidos pelo Ministério da Saúde, a normatização para a realização de cirurgias eletivas descritas na Resolução CREMERJ nº 307/2020 e a decisão da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) de restabelecer os prazos máximos que devem ser cumpridos pelas operadoras de saúde para atendimentos eletivos de usuários de planos.

Algumas medidas adicionais também foram implantadas para a preservação da segurança de todos os pacientes e profissionais da casa, como: o paciente deverá preencher o questionário na chegada ao hospital, previamente à internação, e o mesmo será avaliado pelo anestesista ou cirurgião responsável, além de disponibilizarem andares de internação, elevadores, salas cirúrgicas e UTI específicas para os pacientes eletivos. Além dessas medidas foram implantadas ações como distanciamento entre pacientes nas recepções e processo de sanitização e disponibilização de totens com aferição de temperatura e dispensação de álcool em gel.

A ANS diz que a decisão de retomar cirurgias eletivas ocorreu após análise criteriosa de documentos das instituições de saúde dando conta que têm condições de atender a essa demanda com segurança e sem prejudicar o atendimento de casos de Covid-19.

O Hospital Icaraí e o Hospital e Clínica São Gonçalo agradecem a compreensão de toda a população niteroiense pela adesão às medidas de segurança e ao cumprimento do isolamento social. Tal conscientização permitiu que os hospitais estejam, hoje, aptos a retomar a rotina de atendimentos e tratamentos eletivos.