Hospitais públicos sob gestão de Organizações Sociais investem para melhorar performance

Cerca de 800 hospitais e outros serviços de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) geridos por Organizações Sociais de Saúde (OSS) – instituições sem fins lucrativos do terceiro setor – de sete estados brasileiros e do Distrito Federal decidiram investir para melhorar ainda mais suas performances e manter altos padrões de atendimento.

Por meio de uma parceria entre o Ibross (Instituto das Organizações Sociais de Saúde), entidade representativa de 20 OSS, e a empresa de consultoria Planisa, será criado um Painel de Indicadores exclusivo, que reunirá informações sobre o desempenho das unidades, permitindo inclusive fazer comparativos entre elas. O objetivo é avaliar constantemente a qualidade e dar ainda mais transparência na gestão das Organizações Sociais de Saúde associadas à entidade.

O Painel de Indicadores será uma plataforma tecnológica por meio da qual os serviços de saúde geridos por OSS ligadas ao Ibross terão acesso a informações sobre resultados da assistência hospitalar, performance de custos, Recursos Humanos, desempenho nas diversas atividades como cirurgias e exames, entre outras. A plataforma permitirá mostrar a eficiência de serviços geridos por OSS.

Para o presidente do Ibross, Renilson Rehem, o Painel de Indicadores é um dos objetivos prioritários do Instituto, que tem como finalidade principal a transparência e a melhoria dos resultados na gestão dos serviços de saúde. “Com essas informações será possível mensurar indicadores que nos possibilitam comparar resultados entre as unidades, o que possibilitará o aperfeiçoamento da assistência prestada à população”, diz.

A Planisa oferece sua experiência na área na saúde para levantar os índices necessários e viabilizar a plataforma tecnológica de gestão de indicadores no qual todos terão acesso e benefícios a essas funcionalidades. “A Planisa se aproximou muito das OS nos últimos anos, disponibilizando sistemas de informação que possibilitassem levantar indicadores de custos e tem por objetivo demonstrar que OS é um modelo que dá certo e, se bem controlado, tem muito o que servir à população”, afirma o diretor de novos negócios, Eduardo Agostini.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.