Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia acolhe primeira turma de internos de Medicina de 2019

O Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia Cairo Louzada (Huapa), da SES – Governo de Goiás, acolheu em 7 de janeiro, no auditório da unidade, a primeira turma de internos do curso de Medicina de 2019 nas especialidades de Clínica Médica e Cirurgia Geral, além de Traumatologia e Ortopedia, que serão oferecidas pela primeira vez no hospital.

O objetivo do internato é que os estudantes compreendam a rotina do hospital ao realizar procedimentos clínicos, cirúrgicos e ortopédicos, sendo acompanhados por preceptores que compõem o quadro de profissionais médicos do Huapa. A turma de internos é composta por 17 acadêmicos de Medicina da Universidade de Rio Verde (UniRV), por nove estudantes do Centro Universitário de Anápolis (UniEvangélica) e por dois discentes da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás). Os alunos ficarão de quatro a cinco semanas na unidade.

Durante o evento, os estudantes foram recepcionados pela executora administrativa da Comissão Ensino e Pesquisa (CEP) do hospital, Karla Katiuska, que deu boas-vindas e falou sobre os deveres e direitos dos internos. Em seguida, a enfermeira do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH), Rosilmar Gomes, falou sobre a higienização correta das mãos dentro da unidade e sobre precauções de contato.

O técnico em Segurança do Trabalho, Leandro Henrique Onório, membro do Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (Sesmt) do Huapa, explicou sobre o Semst e falou a respeito da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa). Já a enfermeira do trabalho Ana Flávia Soares, explicou o fluxograma e os procedimentos corretos que devem ser tomados caso existam doenças e acidentes de trabalho dentro do Huapa.

Em seguida, a técnica em laboratório Erica Pignata apresentou o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP) e discorreu a respeito dos protocolos de segurança já aplicados dentro do hospital. Logo após, a coordenadora do Serviço de Psicologia da unidade, Janaína Ávila, explicou sobre a humanização no atendimento dentro do Huapa e sobre a Política Nacional de Humanização (PNH), inserida no Sistema Único de Saúde (SUS). Por fim, a coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica Hospitalar (NVEH), Cristina Passos, falou sobre a importância das notificações por parte dos profissionais, em determinadas situações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.