Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes discute importância do apoio psicológico profissional durante a gravidez

Pré-natal psicológico; psicologia perinatal; a importância do vínculo no processo de formação do Eu; câncer de mama na gestação; e luto na gestação foram temas de palestras da I Jornada de Psicologia Perinatal do Hospital e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, de Goiânia (GO), que ocorreu nos dias 11 e 12 de setembro, no auditório da unidade. Também foi discutido em mesa redonda sobre parto humanizado e apresentados trabalhos sobre síndrome de down, gravidez na adolescência, manifestações sintomatológicas durante a gravidez que podem gerar em depressão e aspectos emocionais em mulheres após a interrupção do período gestacional.

Com a participação de cinquenta inscritos, o evento contou com a ministração de profissionais das mais diversas áreas da saúde, entre eles: psicólogos, enfermeiros, médicos, doulas e terapeutas holísticos. Para iniciar, as psicólogas Alessandra Arrais, Bianca Andrade e Luciana Rocha explicaram sobre os benefícios para as grávidas em terem um acompanhamento pré-natal psicológico e também sobre psicologia perinatal. “A vida após o nascimento do filho é muito romantizada, mas a realidade é diferente. As mulheres precisam entender que as decepções são normais e vão acontecer. Por isso é tão importante o pré-natal psicológico. Não se pode focar apenas no físico, é preciso cuidar dos aspectos psicológicos também”, destacou Alessandra.

Na parte da tarde do primeiro dia do evento, foi levantada ainda uma discussão sobre o plano de parto e a importância do acompanhante durante o parto, entre outros temas relativos a um parto humanizado. Para completar, discutiu-se sobre como o vínculo com o cuidador é determinante para que a pessoa se compreenda. “O estímulo do vínculo já acontece quando o bebê chega e é ele que organiza a compreensão da importância do outro na vida da criança”, afirmou a psicóloga Helenice Mesquita.

No segundo dia da jornada, o ginecologista/obstetra e mastologista Célio Vidal iniciou informando sobre o câncer de mama na gestação. “Os fatores de riscos e o prognósticos são os mesmos de qualquer outro momento da vida, o que muda é o tratamento mais indicado, sendo que radioterapia não é feita. Já a quimioterapia pode ser realizada, desde que avaliado seu benefício ou prejuízo à mãe e ao bebê”, destacou. Em seguida, onze psicólogas apresentaram trabalhos sobre assuntos relacionados à perinatalidade.

Para finalizar, a psicóloga Karla Cerávolo palestrou sobre luto na gestação. Além de contar sobre sua experiência em atendimentos a pais que perderam os filhos, ela cantou músicas autorais sobre o tema e explicou como os psicólogos podem ajudar as famílias que passam por essa situação delicada. “É preciso falar sobre o assunto com os pais, trazê-los para o mundo real, mesmo que seja difícil e fazê-los entender que não é preciso ter medo de amar de novo”.

“A decisão de fazer a jornada foi pelo desejo de aprofundar na área e pela troca de experiências. A intenção foi trazer profissionais que vivenciam outros contextos para poder fazer essa troca e construir formas mais próximas e adequadas para acompanhamento. Também é uma forma de discutir a atuação do psicólogo nessa área”, destacou uma das organizadoras do evento, a coordenadora de Psicologia da unidade, Viviane Ferro. “Estou muito feliz com o resultado, com os temas tratados, com o envolvimento de todos e com a qualidade da discussão. Esse foi um evento muito esperado e planejado com carinho. Ano que vem faremos a segunda edição!”, disse a diretora operacional do HEMNSL, Ana Maria Caribé da S. Mello.

“Eu acredito que o ponto alto foi os profissionais de alta classe trazidos. Poderíamos ficar o dia inteiro escutando a cada um. No fim, gostei muito tanto como ouvinte como por ter apresentado um trabalho. Consegui absorver muito conhecimento”, opinou Glênia Pereira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.