Hospital Memorial São José conquista a reacreditação da JCI

O Hospital Memorial São José, da Rede D’Or em Recife (PE), recebeu a recertificação de acreditação hospitalar da Joint Commission International (JCI), uma das mais importantes do mundo para a área de saúde. Isso significa que a unidade alcançou um padrão internacional de excelência no atendimento, com segurança de processos e protocolos e menor risco assistencial aos pacientes. O Memorial São José foi certificado pela JCI pela primeira vez em 2012, sendo o primeiro do Norte-Nordeste a receber o título, e recebeu as recertificações em 2015, 2018 e 2021. A cada avaliação, são analisados índices, parâmetros, rotinas e critérios na prestação de serviço em saúde.

Durante uma semana, um grupo de avaliadores da JCI analisou todas as rotinas, práticas, protocolos, fluxogramas, compondo a auditoria. Todos os setores do hospital foram visitados, verificando processos assistenciais, administrativos e de manutenção e como se enquadravam nos padrões exigidos pela instituição acreditadora. Esses padrões são os mesmos aplicados em hospitais do mundo todo. Não se trata apenas de uma análise documental. Os auditores participaram de análises in loco, acompanhando as atividades onde elas são realizadas dentro do hospital no seu dia a dia, tornando as avaliações mais fidedignas.

“São indicadores técnicos que precisamos atender para que todos sejam alcançados da melhor forma possível. São esses pequenos detalhes que nem sempre o paciente percebe, mas que fazem a diferença no atendimento recebido”, explica o diretor-geral do Hospital Memorial São José, Thalles Melo.

São itens como protocolos de prevenção de queda, de infecção sanguínea e do trato urinário, de lesões de pele e úlcera de pressão, atendimento à dor torácica, tratamentos com antibióticos em casos agudos, até os mais complexos, como todo o planejamento para o controle da infecção hospitalar, práticas de excelência em transplante de medula óssea e cirurgias de altíssima complexidade.

Nas cirurgias, por exemplo, são adotados rotinas e processos que vão desde a internação do paciente até a alta, passando por parâmetros objetivos na sala cirúrgica, garantindo que o procedimento seja realizado de maneira segura, minimizando danos adicionais. “Esses padrões criam uma uniformização da assistência e do resultado, sem desconsiderar as particularidades de cada paciente”, analisa o diretor médico do Hospital Memorial São José, Helio Faustino.

Algumas áreas foram destaque na avaliação da JCI, como a Comissão de Controle da Infecção Hospitalar (CCIH), o atendimento na Urgência e o cadastro de profissionais de saúde que atuam no hospital. É papel da unidade a conferência da certificação de médicos e demais membros das equipes de saúde, garantindo que eles tenham todas as formações adequadas para prestar o melhor atendimento em cada área de conhecimento. Desde 2018, o hospital passou por reformas nas UTIs (Geral, Coronária e Neonatal), no bloco cirúrgico, e em áreas de apoio, como cozinha e administrativa.

“Essa recertificação foi a melhor de todas já realizadas. Ela conferiu o amadurecimento do hospital na prestação de cuidados ao paciente. A sociedade reconhece que o Hospital Memorial São José deu um salto na qualidade da prestação de serviço de saúde, incluindo os períodos mais críticos da pandemia. Sentimos isso nas pesquisas de satisfação e fidelização dos clientes”, afirma o diretor-geral do hospital, Thalles Melo.

O atendimento humanizado também foi mencionado na avaliação. “Pacientes e familiares são convidados a tomar parte de processos de decisão no tratamento. A convicção da importância das decisões colegiadas e com o devido engajamento dos pacientes e familiares é parte central dos propósitos de nossa instituição, além da relação que o Hospital Memorial São José mantém de humanização, acolhimento e participação efetiva do paciente e do médico na tomada de decisão”, cita o diretor médico do Hospital Memorial São José, Helio Faustino.

O atendimento que vem sendo oferecido ao longo da pandemia do novo Coronavírus também foi importante na avaliação. Antes mesmo da pandemia chegar ao Brasil, a Rede D’Or já vinha fortemente se estruturando para o atendimento de excelência desses pacientes. No Hospital Memorial São José, foram realizados treinamentos com as equipes assistenciais de saúde baseadas nas metas internacionais de segurança do paciente e na obediência ao manual da JCI. “Por conta dos protocolos de segurança que nós já temos, conseguimos ter um bom resultado assistencial, com planejamento e suficiência de insumos. Tudo para que não houvesse nenhuma falta de assistência para o paciente”, avalia o diretor médico do Hospital Memorial São José, Helio Faustino.

A experiência que o Hospital Memorial São José já tinha em ser um hospital certificado internacionalmente há oito anos, quando a pandemia iniciou, proporcionou mais experiência no enfrentamento à Covid. “O momento da pandemia exigia que os profissionais de saúde fossem bastante obedientes a padrões e processos, protegendo-se e aos pacientes e a comunidade hospitalar incorporou de maneira mais fácil as orientações. Isso gerou menos casos de Burnout, estresse e ansiedade, e, consequentemente, conseguimos prestar uma assistência mais satisfatória aos pacientes”, acrescenta Helio Faustino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.