Hospital Moinhos de Vento tem programação voltada ao Dia Mundial do Rim

97

Dentro da programação alusiva ao Dia Mundial do Rim, no dia 14 de março, o Grand Round realizado pelo Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS), abordou o cálculo renal. O tema “Kidney stones” foi apresentado pelo médico Brian Richard Matlaga, professor de Urologia na Johns Hopkins University School of Medicine. O debate contou ainda com o Chefe do Serviço de Urologia, Eduardo Carvalhal e o Nefrologista David Saitovitch.

Matlaga é um especialista internacionalmente reconhecido no tratamento médico e cirúrgico de pacientes com doença de pedra na urina. Construiu sua experiência em investigações acadêmicas da fisiopatologia e epidemiologia da formação de cálculos, bem como no avanço de técnicas cirúrgicas minimamente invasivas.

Além de presidente do Comitê de Pesquisa da Johns Hopkins, o médico orienta as atividades de educação, ensino e pesquisa do Moinhos de Vento. O hospital é afiliado da instituição norte-americana no Brasil.

Outras atividades

Colaboradores, pacientes e acompanhantes também tiveram atenção especial. A programação contou com ações educativas desenvolvidas pela equipe Assistencial da Unidade de Diálise e Transplante do Hospital Moinhos de Vento, que orientou o público sobre a atenção à saúde dos rins.

A ação teve como foco esclarecer e sensibilizar a população para a prevenção de doenças silenciosas que atacam os rins e acabam levando o paciente a uma Doença Renal Crônica (DRC). O Moinhos de Vento oferece as três modalidades da terapia de substituição da função renal – a hemodiálise, a diálise peritoneal e o transplante renal.

Ainda em março, no dia 31, será realizado o III Curso de Atualização em Diálise, junto com o I Simpósio de Enfermagem em TRS, destinado a enfermeiros e técnicos em enfermagem, com temas voltados aos profissionais que atendem diariamente esses pacientes. Entre os assuntos que serão abordados, eventos adversos em diálise, ações com abordagens diferenciadas na promoção da segurança do paciente, certificação do familiar na terapia de diálise peritoneal e passado, presente e o futuro do transplante renal.

Deixe seu comentário