Hospital Moinhos de Vento vai à Alemanha buscar exemplos de inovação em saúde

Quase cem anos após sua fundação, o Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS), buscou inspiração nas suas raízes de imigrantes alemães para trazer inovações na área da saúde. O CEO Mohamed Parrini liderou a comitiva que esteve na Alemanha para conhecer novas tecnologias utilizadas em instituições hospitalares, e também estabelecer parcerias com centros de educação e pesquisa. Ele esteve acompanhado do superintendente administrativo da instituição, Evandro Moraes, e do gerente de Suprimentos, Rafael Lopes. As visitas aconteceram esta semana em Berlim e Munique.

“Cada vez mais a tecnologia e a inovação serão fatores essenciais para a medicina do futuro. Foi uma oportunidade única de conhecermos tecnologias em construção e já utilizadas em países como a Alemanha, levando essas experiências para o dia a dia do nosso hospital. As estruturas e modelos que vimos nestes últimos dias estão totalmente alinhadas aos investimentos que temos feito, priorizando equipamentos e avanços de última geração, focados em cirurgia robótica, dados e inteligência artificial”, avalia Mohamed.

Em 15 de junho os executivos visitaram o Hospital Universitário Charité, em Berlim, um dos maiores hospitais universitários da Europa — que contempla atendimento clínico, pesquisa e ensino. O Charité é reconhecido internacionalmente por sua excelência em ensino e treinamento, com mais de 300 anos de atividades.

Durante a visita, o grupo foi recebido pelo professor Peter Vajkoczy, considerado um dos neurocirurgiões mais renomados do mundo, e por Katherine Faust, neurocirurgiã do Charité e da equipe de Vajkoczy. Na oportunidade, foi apresentada a estrutura de um dos blocos cirúrgicos da instituição, que contempla três salas híbridas com equipamentos de angiografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética disponíveis para tratamento dos pacientes.

Entre as agendas, houve ainda visita ao Parque de Tecnologia de Munique, Campus da BrainLab — uma companhia que tem o propósito de transformar a saúde com tecnologia baseada em softwares. Na ocasião, foi possível acompanhar apresentações sobre inovações nas áreas de neuronavegação, radiocirurgia e realidade aumentada aplicada ao planejamento de procedimentos.

Em reunião com o fundador da Brainlab, Stefan Vilsmeier, o vice-presidente executivo Thomas Kraft e seus diretores, o CEO do Hospital Moinhos de Vento tratou do futuro do desenvolvimento em tecnologia e colocou a infraestrutura da instituição à disposição como hub de desenvolvimento de pesquisa aplicada para a tecnologia em saúde para futuras parcerias.

Em Munique, ocorreu a visita ao Hospital Klinikum Rechts der Isar, considerado um dos principais do estado da Bavária. Fundada em 1834, a instituição sobreviveu a duas guerras mundiais, escapou de um fechamento e, desde 1967, é hospital universitário, destacando-se na pesquisa de seu centro de neurocirurgia e nos estudos em câncer — esse último instalado mais recentemente.

Lá, os executivos do Moinhos de Vento puderam ver a aplicação da tecnologia de neuronavegação conectada em avançado sistema de planejamento cirúrgico. A instituição alemã recém ampliou seu complexo com a construção de oito novas salas cirúrgicas, além da integração de imagens em tempo real das três salas híbridas (angiografia, tomografia computadorizada e ressonância magnética).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.