Hospital Universitário de Jundiaí mantem o selo ONA nível 1 com processo de evolução

Passamos por um ano atípico e de muita luta contra o inimigo invisível, mas em nenhum momento desanimamos. Trabalhando dia após dia, mesmo com medo, prestando o melhor serviço assistencial aos usuários. Mas 2020 não foi só movido a notícias ruins, o Hospital Universitário de Jundiaí (SP) conquistou em fevereiro o selo ONA nível 1, um certificado de grande importância e que demonstra qualidade e a segurança da assistência no setor de saúde.

Durante o processo, foram avaliadas todas as áreas de atividades, incluindo aspectos estruturais e assistenciais, mantendo a qualidade, tanto que no mês de novembro houve um reavaliação em que foi possível manter o selo com excelência e processo de evolução.

De acordo com o prefeito Luiz Fernando Machado, o reconhecimento nacional concedido ao HU evidencia a gestão eficiente dos serviços de saúde da cidade. “Quando priorizamos a saúde também foi para assegurar a melhor assistência à população de Jundiaí desde o nascimento. Por ser uma avaliação voluntária, da qual o próprio HU se propôs a participar, mostra a seriedade e o compromisso de toda a equipe de colaboradores do hospital em, de fato, priorizar a saúde na prática, com a prestação de um atendimento de excelência diariamente”, considera Luiz Fernando.

“A busca pela qualidade dos serviços de saúde é um grande desafio, e neste contexto, a Acreditação Hospitalar surge como um marco importante para o Hospital Universitário, para a Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ) e para o aglomerado urbano de Jundiaí. Mais do que nunca é o momento de se adequar às mudanças, inovar e criar. Já estamos na segunda etapa rumo ao grande desafio. Agradeço o empenho e dedicação de todos neste trabalho ao longo de todos estes anos”, conclui Evaldo Marchi, diretor da FMJ.

Para o Superintendente do Hospital Universitário da Faculdade de Medicina Jundiaí, Prof. Dr. Itibagi Rocha Machado, essa acreditação é uma importante conquista para todos da instituição. “Isso demonstra o compromisso de cada profissional em buscar a melhor prestação de serviço para a população. O selo comprova que o hospital atende rigorosamente critérios de segurança e apresenta gestão integrada entre as atividades”, destacou.

Segundo o Prof. Dr. Ary Domingos do Amaral, Diretor Executivo da Fundação Dr. Jayme Rodrigues, a ONA significa um grande passo no sentido de termos cada vez mais eficiência na prestação de serviço. “Este certificado é dividido em três passos, conseguimos o 1º e estamos preparados para o 2º e pensando no 3º. Essa certificação exigiu muito dos profissionais e devemos ter orgulho desta conquista”, ressaltou o Prof. DR. Ary.

Entre os indicadores que são aperfeiçoados com a implementação de processos para cumprimento de exigências da ONA está a diminuição dos índices de erros médicos, do número de infecções hospitalares, da mortalidade e do tempo de espera nos atendimentos.

“Chegar até aqui não foi fácil. Foi um ano de trabalho intenso, mas concluímos com o reconhecimento desse trabalho, em forma desse selo. Hoje nós podemos dizer que além de referência em materno-infantil, somos referência em segurança do paciente”, comemorou o diretor administrativo, Asimar Cardoso. Ele ainda dedicou o certificado a todos os colaboradores que direta ou indiretamente ajudaram nessa conquista tão importante.

O procedimento de acreditação é voluntário, ou seja, o hospital manifestou o interesse em ser avaliado, e é também periódico, com inspeções para certificação durante o tempo habilitado. Estamos agora rumo ao nível 2, onde iremos em busca da constante melhoria de nossos processos atingindo assim a excelência operacional

Profissionais do HU são capacitados para serem avaliadores

Após passarem pela Acreditação, os profissionais André Grion, neonatologista e médico da Qualidade a coordenadora da Qualidade, Renata Gentil, buscando aprimorar o conhecimento, ingressaram no processo para capacitarem em Avaliadores do Sistema Nacional de Acreditação da ONA. Passaram por cursos, provas e um extenso questionário. Hoje eles são avaliadores e junto com o aprendizado que obtiveram nesse caminho, eles puderam trazer novos conhecimentos e aprimorar fluxos e protocolos no HU.

“Ser avaliador é muito gratificante. É uma conquista pessoal e um crescimento profissional, além de trazer vários benefícios através de conhecimentos obtidos em outras instituições e que poderemos aplicar no HU”, completa Dr. André.

“A experiência como Avaliadora do Sistema Brasileiro de Acreditação – ONA, contribuiu muito para minha carreira e formação profissional, trouxe uma visão sistêmica e o conhecimento das melhores práticas aplicadas em diversas instituições. Além disso, trazer novas ideias, aprimorar  a melhoria contínua e a segurança do paciente na cultura da nossa organização”, comentou Renata.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.