Huapa realiza “Operação Adorno Zero” para alertar sobre o risco de transmissão de doenças

Com o tema “Adorno não combina com ambiente de saúde”, o Serviço de Controle e Infecção Hospitalar (SICH), o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (Sesmt) e a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa) do Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia Cairo Louzada (Huapa) deram início em 8 de agosto à “Operação Adorno Zero”, que ocorre pessoalmente em todos os setores.

A ação tem como objetivo conscientizar profissionais da saúde sobre os riscos de transmissões de doenças no ambiente hospitalar, buscando orientar colaboradores para que todos os adornos pessoais como anéis, brincos, pulseiras, piercings, alianças, colares e relógios sejam mantidos fora das dependências do hospital. A presidente da Cipa do Huapa, a técnica em Segurança do Trabalho, Marli Gomes da Silva, explica que a campanha in loco “é importante para alertar pessoalmente os profissionais da saúde do hospital, garantindo a segurança dos profissionais e pacientes, já que às vezes, os informativos que são fixados nas paredes passam despercebidos por colaboradores”, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.