Investimento em cirurgia robótica marca ano de 2021 na Santa Casa de Porto Alegre

100ª cirurgia robótica. Foto: Vinicios Sparremberger

O ano de 2021 foi intenso para o Instituto de Cirurgia Robótica Helda Gerdau Johannpetter da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre (RS). Inaugurado em seis de maio com a realização de uma cirurgia bariátrica revisional, o serviço deu os primeiros passos com cinco cirurgiões capacitados e, em apenas cinco meses de trabalho, já com 35 cirurgiões, alcançou seu centésimo procedimento.

Como destaca o coordenador do Centro de Formação em Cirurgia Robótica da instituição, André Vicente Bigolin, algumas características foram marcantes ao longo desses primeiros meses e evidenciaram os princípios de priorização da excelência no cuidado e democratização do acesso à mais alta tecnologia. “A principal especialidade cirúrgica foi a urologia para o tratamento do câncer de próstata, devido aos seus inegáveis benefícios. No entanto, as especialidades de cirurgia bariátrica, coloproctologia, cirurgia do aparelho digestivo, ginecologia e cirurgia torácica ocuparam um espaço significativo. Também fomos pioneiros no estado com procedimentos realizados por especialistas em cirurgia pediátrica e cirurgia de cabeça e pescoço. Essa heterogeneidade demonstra o engajamento dos especialistas da Santa Casa e a equidade no comprometimento com a entrega dos melhores resultados”, ressaltou.

Além da série de procedimentos com o uso da nova tecnologia, em julho o Centro de Formação também recebeu a acreditação do Colégio Brasileiro de Cirurgiões para realizar a capacitação em cirurgia robótica. “Com a conquista,  podemos estimar um aumento de 300% no número de cirurgiões habilitados no estado ainda no primeiro ano”, destacou Bigolin. Destinado ao ensino de habilidades por meio do uso de tecnologia de ponta em procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos, o Centro representa o pioneirismo na educação médica da Santa Casa, estando à frente na consolidação de sua vanguarda como hospital de ensino.

Como avalia o cirurgião, “apesar de animadores, os resultados nos trazem a grande responsabilidade de sustentar o crescimento dentro dos nossos princípios e assim levarmos o benefício da cirurgia robótica associado à qualidade da alta complexidade da Santa Casa para um número cada vez maior de pacientes”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.