Maternidade do Hospital Moinhos de Vento amplia serviços a gestantes

Foto: Ana Meinhardt

Para garantir a excelência no atendimento em um momento tão significativo na vida da família, a Maternidade Helda Gerdau Johannpeter, do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre (RS), agora oferece duas novas opções de serviços. Uma delas é a modalidade de Parto na Suíte, com atendimento totalmente individualizado e espaço dedicado à atenção ao trabalho de parto em ambiente familiar, reunindo qualidade e segurança.

De acordo com o chefe do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia da instituição, Edson Vieira da Cunha Filho, “é como se a paciente estivesse em casa com a segurança de estar no hospital”. O quarto é ambientado com barras de apoio e alongamento, bolas de pilates que permitem variados movimentos e posições para evolução no período de dilatação, piscina inflável para relaxamento e analgesia não farmacológica à paciente. “Além de todo conforto e segurança para o parto, a suíte também conta com berço aquecido e antessala para os familiares aguardarem confortavelmente o nascimento, compartilhando a conquista com o casal”, completa o médico.

Outra nova opção para quem procura a maternidade do Hospital Moinhos de Vento é o Ambulatório de Obstetrícia, com acompanhamento pré-natal a gestantes que necessitam de maior atenção, por meio de convênio ou serviço particular. Pacientes com patologias como diabetes gestacional, hipertensão, pré-eclâmpsia, malformações fetais e outras alterações que elevem o risco podem buscar o atendimento do hospital para seu acompanhamento. “O ambulatório pode servir também como ponto de apoio aos obstetras do corpo clínico do hospital. Eles podem encaminhar suas pacientes para avaliações simultâneas, com especialistas, e até mesmo para quando o obstetra estiver impossibilitado de atender aquele determinado parto em sua data prevista (pelo motivo que for) garantir que sua paciente seja atendida pelos profissionais do Moinhos”, explica Edson.

A segurança no acompanhamento da gestação e a boa prática na hora do parto, independente da via de chegada, são essenciais para a gestante. “Historicamente, o Brasil sempre foi um dos líderes mundiais em número de partos cesáreos. A prática da obstetrícia moderna tornou o procedimento mais seguro e mais amplamente empregado. O oferecimento de um pré-natal especializado e a adequação da ambiência para o parto são algumas das medidas apropriadas para elevar a prática do parto normal com segurança, conforto, respeito e qualidade. Entretanto, no que se refere à humanização na hora do nascimento, a via de parto não deveria ser um determinante para a sua ocorrência, pois tanto o normal quanto a cesariana podem conter as mesmas doses de cuidado, atenção, carinho e acolhimento”, explicou Edson.

Padrão Internacional de Qualidade

A Maternidade Helda Gerdau Johannpeter possui certificação da Joint Commission International, a mais importante do mundo para garantia de segurança hospitalar e sua UTI Neonatal é integrada à Rede Vermont Oxford (RVO).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.