Maternidade São Luiz inclui novos diagnósticos aos testes de triagem neonatal, feitos através do exame do pezinho

Anualmente, em 6 de junho é comemorado o Dia Nacional do Teste do Pezinho. A data foi escolhida para lembrar as mamães e papais quanto à importância dos testes de triagem neonatal para a prevenção de doenças.

Estes exames de prevenção, cuja principal vantagem é detectar precocemente vários tipos de doenças, evitam problemas graves que, se não tratados, levam à deficiência intelectual ou causam prejuízos à qualidade de vida da criança. O exame é rápido e seguro, feito a partir da coleta de algumas gotinhas de sangue do calcanhar do bebê. Para que a prevenção seja possível, a coleta deve ser efetuada entre o 3º e 5º dia de vida do bebê. Todos os testes são efetuados pelo laboratório APAE de São Paulo, pioneiro na implantação do Teste do Pezinho na América Latina.

A novidade para este ano é a inclusão dos testes SCID e Agama, que constituem um grupo de doenças caracterizadas por alterações que comprometem gravemente o sistema imunológico, consideradas emergências pediátricas, pois causam infecções graves e de repetição.

A dra. Márcia Maria da Costa, diretora da Maternidade São Luiz Itaim, em São Paulo (SP), reforça que o novo exame aumenta a gama de detecções de doenças que influenciarão no desenvolvimento do bebê. “A inclusão de mais dois testes é a garantia de afastar suspeitas ou termos confirmações precoces de algumas outras doenças que até então não era possível com o teste do pezinho. A evolução do teste é mais uma ajuda para os especialistas anteciparem o tratamento do bebê”, observa.

A Imunodeficiência Combinadas Graves (SCID, do inglês Severe Combined Immodeficiency) é a deficiência das células de defesa do organismo chamadas de linfócitos, e a Agamaglobulinemia é a baixa quantidade de anticorpos, essenciais no corpo de todo ser humano, pois atuam no organismo contra os invasores, como as bactérias e vírus.

Para a dra. Mirian Rika, neonatologista do Hospital e Maternidade São Luiz unidades Itaim e Anália Franco, os diagnósticos precoces dessas duas deficiências possibilitam aos especialistas a antecipação de quadros infecciosos, que podem ser decisivos nos primeiros dias de vida do bebê. “Essas infecções preestabelecem aos bebês recém-nascidos a prognósticos mais severos, por isso o rastreamento é tão importante”, explica.

Tipos de testes

O teste do pezinho está disponível há mais de 40 anos no Brasil. Hoje existem quatro modalidades. O teste básico contempla seis diagnósticos, obrigatório por lei e coberto por todos os planos de saúde. Na Maternidade São Luiz, é oferecido gratuitamente o teste para até 10 diagnósticos, chamado de “Teste do Pezinho Mais”. Além desses, as famílias podem optar pelo “Teste do Pezinho Super” e o “Teste SCID e Agama”. O resultado dos testes podem ser obtidos pelo site do hospital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.