MBI UFSCar promove webinar sobre inovação em saúde

O programa de extensão Pegasus da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), por meio da coordenação do Master in Business Innovation de Campinas (SP), realiza no dia 30 de abril, às 20h, o webinar ‘A maior inovação em saúde em 100 anos: o usuário realmente no centro’. Com a participação do professor Clemente Nobrega, especialista em inovação e criador do curso ‘O novo médico’, o evento será gratuito e aberto a todos que se interessam pelos temas inovação ou saúde. As inscrições já podem ser feitas em: bit.ly/MBI3004

A iniciativa é a primeira com foco em Health promovida pelo programa e visa ampliar o debate sobre inovação também para este segmento. “Os padrões de substituição do ‘velho pelo novo’ são claros: o processo de ‘destruição criativa’ em cuidado à saúde já começou. Para não ser atropelado pelos acontecimentos, que estão se acelerando, o novo médico terá de ter conhecimentos e habilidades que nunca foram cobradas de profissionais de saúde. Sem eles, não conseguirá direcionar sua vida profissional e fazer escolhas informadas”, diz Márcio Rosales, doutor em Engenharia de Materiais pela UFSCar e coordenador do MBI em Campinas.

Adicionalmente, segundo explica o prof. Clemente Nobrega, as organizações prestadoras de serviço serão diferentes do que existe hoje. Hospitais e consultórios não vão desaparecer, apenas deixarão de ser a primeira opção de trabalho do novo médico. “Este profissional terá de oferecer valor em saúde. Terá de trabalhar em time, porque será remunerado por resultados que a equipe vai obter. Nesse contexto, empreender será um caminho interessante, pois há muitas opções de cuidado que a tecnologia viabiliza e que não cabem na fôrma de hospitais e consultórios”, explica ele.

Clemente Nobrega se baseia em exemplos da área de saúde e é influenciado por Clayton Christensen (professor de Harvard), autor do Livro ‘The Innovator’s Prescription’, que traz ideias de inovação disruptiva aplicadas à área da saúde. “Queremos aproveitar o esforço já realizado para a construção de um arcabouço de inovação e aplicá-lo também em medicina”, diz o professor Cesar Alves Ferragi, professor do DGTH-So e coordenador do MBI em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.