Mudanças de hábitos na pandemia: atendimento móvel é tendência na saúde

A pandemia acelerou um processo que já estava em curso na área da saúde: o atendimento móvel. Laboratórios e hospitais de todo o Brasil contam com o serviço que permite que o profissional vá até a casa do paciente para colher exames e aplicar vacinas. É o caso do Santa Luzia, unidade de medicina diagnóstica da Dasa em Florianópolis (SC), que registrou um aumento de 50% nos pedidos de atendimento dessa modalidade entre 2020 e 2021.

Segundo a diretora médica do Santa Luzia, Dra. Myrna Campangoli, “o impacto positivo do atendimento móvel se dá pela possibilidade de individualização do atendimento”, explica. Isso quer dizer que o profissional de saúde, ao fazer a coleta e a aplicação domiciliar, “consegue atender o paciente dentro de um ambiente sem estresse, em posição mais confortável e em um ambiente amigável, que ajuda a reduzir possíveis ansiedades sobre o procedimento”, continua. Para a especialista, o atendimento domiciliar também amplia a acessibilidade à saúde. “Muitas vezes, pacientes portadores de limitações físicas ou necessidades especiais, com dificuldades para se locomover, evitam ir aos laboratórios para serem atendidos e realizarem as coletas necessárias”, conta.

A médica acredita que a tendência no aumento de atendimentos domiciliares na saúde acompanha a maior preocupação da população em relação a ambientes em que elas possam estar menos expostas: “Essa preocupação, intensificada com a pandemia do Coronavírus, fez com que a procura por esse tipo de atendimento tenha sido amplificada, principalmente nos últimos dois anos”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.