Nos primeiros dias de janeiro, laboratório realiza 92% dos exames de Covid-19 de dezembro

O ano de 2022 começa marcado pelo pico de novas infecções de Covid-19, a maioria causadas pela variante Ômicron, considerada altamente transmissível. Enquanto autoridades médicas e órgãos de saúde debatem sobre a transmissibilidade e intensidade da infecção da nova variante, o mundo marca recordes de novos casos. No dia 20 de janeiro, no mundo todo, foram mais de 4,2 milhões de casos confirmados, segundo o portal Our World in Data. Já no Brasil, a média móvel de casos alcançou mais de 148 mil casos diários na terceira semana de janeiro, segundo informações do consórcio de imprensa.

A DNA Consult, laboratório de biotecnologia especializado em análise genética, divulgou dados da procura por exames de Covid-19 nas últimas semanas. Até o dia 10 de janeiro, a empresa já havia realizado 92% do volume de exames feitos em todo o mês de dezembro. A primeira semana de janeiro apresentou um aumento de 138% na realização de testes, em comparação à última semana de dezembro. O número de positivos também subiu. A média do laboratório dos últimos três meses (setembro, outubro e novembro) era de 5% de resultados positivos, já na semana entre Natal e Ano Novo a média foi para 26%, representando um aumento de 21%.

O laboratório paulista atua desde o início da pandemia, quando foi pioneiro na criação do exame de autocoleta por meio da saliva. Os diagnósticos para o vírus SARS-CoV-2 utilizam o método PCR em tempo real, considerado padrão ouro por especialistas e recomendado pela Anvisa e OMS. O RT-qPCR identifica o vírus ativo no corpo e com isso traz mais assertividade e segurança nos resultados. A DNA Consult também replicou o modelo PCR em tempo real nos exames de Influenza, síndrome gripal que também tem atingido picos desde dezembro e causado alguns casos de infecção dupla, também conhecida como Flurona, onde as pessoas são infectadas por Covid-19 e gripe ao mesmo tempo.

“Desde que começamos a oferecer os exames de PCR para detecção de Influenza, percebemos uma demanda expressiva e uma preocupação grande após as festas de Natal e Ano Novo. Lançamos o PCR em tempo real para a detecção de Influenza e também para Flurona (Influenza A e B + Covid-19). Com o diagnóstico simultâneo, os pacientes conseguem um resultado mais rápido e barato”, explica Euclides Matheucci, Diretor Científico do laboratório e professor junto ao Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar).

Além do exame de autocoleta com saliva, o laboratório também fornece a coleta mais tradicional por meio da utilização de um swab nasofaríngeo, no qual um cotonete longo é inserido na região nasal para retirar a secreção, este exame só pode ser realizado por um profissional da saúde. O teste de autocoleta é mais simples e menos incômoda. Ambos oferecem uma assertividade de 99% e os resultados são liberados em 24 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.