Tecnologia promete agilizar procedimento e recuperação em casos de Hiperplasia Prostática Benigna em MG

Acaba de chegar em Minas Gerais uma nova tecnologia para o tratamento da Hiperplasia Prostática Benigna (HPB), que é o aumento da próstata, comum com o envelhecimento, e que acomete cerca de 50% dos homens entre 51 e 60 anos. O tratamento convencional vai desde o uso de medicamentos até a intervenção cirúrgica e, com a tecnologia, pacientes que necessitariam em torno de sete dias de internação e de uso de sonda na cirurgia por via aberta (com cortes), podem receber alta com 24 a 48h de pós-operatório. A novidade é o HoLEP, uma enucleação com laser que garante intervenção cirúrgica minimamente invasiva e de rápida recuperação. O Instituto Orizonti – em parceria com o Instituto da Próstata MG – é o primeiro hospital de grande porte de Minas Gerais a dispor da tecnologia.

A Hiperplasia Prostática Benigna pode chegar a até 90% dos homens com mais de 80 anos. O Urologista do Instituto Orizonti Dr. Denilson Santos Custódio explica que, como o canal uretral passa pelo meio da próstata, o aumento do órgão pode ocasionar problemas ou desconfortos urinários, necessitando de intervenção cirúrgica. “O objetivo é principalmente desobstruir o canal urinário e permitir a melhora do ato de urinar. A intervenção com HoLEP é uma cirurgia minimamente invasiva, realizada através da uretra, que permite a retirada, sem cortes, da porção prostática que está aumentada de tamanho (adenoma) e acaba obstruindo o canal urinário. Na segunda etapa do procedimento, outro aparelho faz a retirada por aspiração do tecido que foi tratado”, explica Dr. Denilson.

Também urologista do Instituto Orizonti, Dr. Hilário Antônio de Castro Júnior fala da estimativa de que, em média, 30% dos homens com crescimento da próstata vão precisar de algum tratamento cirúrgico. “Essa técnica do HoLEP pode ser aplicada em todos os tamanhos de próstata com excelentes resultados e, hoje, é a melhor técnica para próstatas com mais de 80 gramas e em pacientes que tomam medicação para anticoagulação do sangue”, detalha o especialista.

Sobre a escolha do tratamento mais adequado para cada caso, tanto Dr. Denilson quanto Dr. Hilário lembram que é importante cada paciente ser avaliado individualmente em consulta com o médico Urologista.

Benefícios da técnica HoLEP

  • Possibilita retirar maior quantidade do tecido adenomatoso prostático.
  • Menor perda sanguínea durante o procedimento.
  • Uso de sonda uretral no pós-operatório por tempo menor que todas as outras modalidades de tratamento cirúrgico da Hiperplasia Prostática Benigna.
  • Permite analisar todo o tecido prostático por exame anatomopatológico (biópsia).
  • Rápida recuperação do paciente, que muitas vezes pode ser liberado do hospital em 24 horas após o procedimento.
  • Melhor fluxo urinário e redução dos sintomas urinários por mais tempo.
  • Menor taxa de retratamento (1-2%) que os outros métodos endoscópicos disponíveis.
  • Possibilidade de tratamento de cálculos na bexiga e estreitamentos da uretra com um único aparelho de laser de alta potência.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.