Nova tecnologia vai possibilitar esterilização do ar contaminado em UTIs

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII) apoiou o desenvolvimento de um projeto capaz de esterilizar o ar de exaustão de ventiladores pulmonares utilizados por pacientes com Covid-19. A iniciativa é da startup Innovatus, de Campinas, no interior paulista, e contou com a atuação dos pesquisadores da Unidade EMBRAPII – Senai Cimatec, de Salvador, capital baiana.

Atualmente, os filtros existentes nos ventiladores pulmonares necessitam de ser trocados manualmente, o que pode gerar um risco de contágio aos profissionais que os manipulam. Além disso, a própria utilização constante do aparelho pode fazer com que este filtro perca eficiência ao longo do tempo. Com o desenvolvimento do equipamento nacional, será possível a limpeza deste ar de maneira automatizada evitando sua propagação.

Segundo Marcos Machado, diretor da Innovatus, o principal objetivo da nova tecnologia é aumentar a segurança nos Centros de Terapia Intensiva (CTIs) para ajudar a salvar vidas de pacientes infectados com a Covid-19 e outras doenças infecciosas protegendo os profissionais de saúde que os atendem.

Os testes realizados com o protótipo constataram a eficácia da esterilização do ar por micro-ondas em 100% das amostras. Posteriormente, a tecnologia poderá ser adaptada para utilização em outros ambientes, como transportes coletivos de passageiros, por exemplo.

Como funciona a tecnologia?

O processo de esterilização do equipamento ocorre quando o ar contaminado que vem dos respiradores pulmonares passa por uma câmara onde estão concentradas as micro-ondas. As ondas eletromagnéticas fazem com que o ambiente interno atinja temperaturas de 800 Graus Célsius. A combinação do calor com o tempo do ar dentro da câmara faz com que vírus e bactérias sejam eliminados. Outra vantagem da inovação é não utilizar partes móveis ou filtros, o que simplifica a operação, reduz custos e elimina riscos de contaminação, numa abordagem diferente das soluções atuais que utilizam filtros convencionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.