Novo Ambulatório de Ortopedia do São Vicente comemora um ano com aumento de 27,5% na produtividade

84
Após a melhoria, entrada do Ambulatório ficou independente do Pronto Socorro de Ortopedia

Em julho, a nova estrutura do Ambulatório de Ortopedia do Hospital de Caridade São Vicente de Paulo (HSV), em Jundiaí (SP), completou um ano de atividades. Desde sua implantação, quando passou a funcionar de forma independente ao Pronto Socorro de Ortopedia, o número de atendimentos cresceu cerca 27,5%. Em comparação ao primeiro trimestre do ano passado, o número de atendimento ao mês saltou de 1.530 para 1.940.

No segundo trimestre deste ano, o número de atendimentos sofreu um leve impacto devido à pandemia do novo Coronavírus, que exigiu a redução das cirurgias eletivas. Mesmo assim, de julho de 2019 a julho de 2020 foram 20.882 atendimentos, 300 a mais que no ano anterior.

O Ambulatório de Ortopedia é responsável pela avaliação dos pacientes, indicação de tratamento e acompanhamento pré e pós cirúrgico. “Os curativos dos retornos cirúrgicos do ambulatório são realizados simultaneamente ao atendimento médico nesta nova área, diminuindo o tempo de espera dos pacientes”, destaca médico coordenador do departamento de Ortopedia do HSV, Dr. Marcelo de Azevedo Munhoz.

O HSV é referenciado para atendimento de ortopedia para Jundiaí e região, cerca de 900 mil habitantes. A especialidade é a que tem maior demanda em cirurgias para o Hospital. No ano passado foram realizadas 2.638 procedimentos cirúrgicos de urgência e eletivos em ortopedia.

O serviço tem a aprovação da população. Recentemente, foi realizada uma pesquisa de satisfação com os usuários do serviço. A meta era chegar em 85% de satisfação e o resultado superou todas as expectativas e chegou a 96%.

Ormezinda Maria Ferreira, 83 anos, realizou duas cirurgias no quadril nos últimos três anos. “Pelo menos uma vez ao mês estamos aqui para fazer o acompanhamento, passar pelo médico, fazer exames e reavaliação”, explica a filha, Edna Ziviani, 53 anos, técnica em polissonografia.

Ambas conhecem bem a estrutura anterior e a nova, para a qual tecem elogios. “A separação do espaço ficou bem melhor, não tem tumulto, não há demora no atendimento e está mais organizado. No outro espaço, muitas vezes devido ao grande fluxo de pessoas, não dava nem pra movimentar a maca”, relata a paciente.

Segundo a filha, o tempo de espera também era maior. “Em média eram 4 horas entre a chegada, atendimento e ir embora. Agora, demora no máximo 1 hora e meia. E isso faz toda diferença, principalmente em tempos de pandemia, quando procuramos ficar o mínimo possível em hospital”, afirma.

Investimento

A reforma do espaço foi possível por meio de uma contrapartida do Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV), da ordem de R$ 430.223,12. A infraestrutura do Ambulatório, instalado em uma área de 127 metros quadrados, abriga recepção, sala de espera, três consultórios, sala de prescrição médica, quatro leitos de procedimento e sanitários masculino e feminino, ambos adaptados. O local está equipado com ar condicionado e televisão. A chamada dos pacientes é feita por meio de sistema eletrônico.

Dr. Munhoz relata que o Ambulatório de Ortopedia teve como um de seus grandes incentivadores o médico ortopedista Dr. Itibagi Rocha Machado. “Ele – Dr. Itibagi – foi um dos profissionais que mais apoiaram este projeto para que se tornasse realidade, somos gratos demais. A equipe é outro ponto importante, que torna este trabalho tão especial, humanizado e eficiente, sobretudo durante este difícil período de pandemia”, conta. Com relação aos próximos desafios, ele resume: “a expectativa é superar os reflexos da pandemia Covid-19 na saúde e retomar o crescimento de quase 30% ao mês nos números de atendimentos no Ambulatório de Ortopedia”, avalia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

1 + sete =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.