Novo site dos cursos de Emergências Cardiovasculares da SBC já está no ar

A Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) acaba de reformular o layout do site que promove os cursos do Centro de Treinamento em Emergências Cardiovasculares. O site, que fica dentro do portal da entidade (www.cardiol.br) está mais moderno, dinâmico e atrativo para a navegação. Um grande banner randômico, logo no início, mostra as principais informações que o internauta procura. Em apenas um click é possível consultar as vagas disponíveis para as turmas ao longo do ano, as modalidades de cursos, a possibilidade de realização dos treinamentos em empresas ou associações (in company) e os dois centros que a SBC possui: São Paulo e Rio de Janeiro. “Os cursos in company tem um formato customizado para diversas necessidades e podemos disponibilizá-los no Brasil inteiro”, conta a gerente da sede da SBC, em São Paulo, Mara Carreira.

“Temos uma estrutura de padrão internacional, depois que inauguramos, recentemente, a modernização do Centro de Treinamento em Emergências Cardiovasculares em São Paulo”, explica o coordenador dos Cursos e um dos maiores especialistas no assunto, Sérgio Timerman. O Centro em São Paulo tem 150 m², um auditório para 32 pessoas e 4 estações de treinamentos, além dos mais modernos manequins para treinamento, importados dos Estados Unidos e que simulam todas as reações vitais de uma pessoa, como respiração, pulso e batimentos cardíacos.

A SBC foi pioneira nos treinamentos no país há mais de duas décadas. “Mas ainda temos um número muito restrito de profissionais de saúde e de pessoas leigas que conhecem as manobras de ressuscitação e precisamos ampliar para salvar vidas”, admite Timerman. Ele conta que ocorrem 720 paradas cardíacas por dia no Brasil, 84% ocorrem dentro de casa e 16% em locais públicos. “Menos de 2% dessas pessoas chegam com vida aos hospitais. Elas acabam morrendo no caminho ou na própria residência, sem atendimento até a chegada da ambulância. Em muitas cidades americanas esse índice de sobrevida passa dos 70%”, completa o coordenador do Centro de Treinamento em Emergências Cardiovasculares.

Para o cardiologista, quando uma pessoa tem parada cardíaca é preciso chamar o SAMU ligando para o 192 e iniciar as manobras de ressuscitação imediatamente. “São 10 minutos entre a vida e a morte. Uma pessoa com parada cardíaca, a cada minuto sem atendimento, perde 10% de chance de sobreviver”, completa Timerman.

O coordenador do Centro de Treinamento da SBC ainda exemplifica com os incêndios que passaram a ser raros pela eficiência do Corpo de Bombeiros e também pelas brigadas existentes e treinadas. “Temos que fazer o mesmo com o coração para evitar que tantas vidas sejam perdidas. Precisamos de mais pessoas treinadas em manobras de ressuscitação e mais desfibriladores em locais públicos”.

No educacao.cardiol.br/cursos é possível conhecer os detalhes do cursos autorizados pela Associação Americana do Coração e que a SBC foi a pioneira a ministrar no Brasil, como o BLS (Basic Life Suport) para a população em geral, ACLS (Advanced Cardiac Life Support) voltados para os profissionais de saúde e PALS (Pedriatric Advanced Cardiac Life Support) adaptado para treinamento em emergências de crianças e bebês. A SBC ainda ministra os cursos TECA A, TECA B e TECA L – Treinamento em Emergências Cardiovasculares desenvolvidos aqui no Brasil para a realidade de nosso país.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.