Pesquisa sobre relação entre Alzheimer e Influenza anima setor de vacinação

Na ciência, cada passo precisa ser comemorado e, recentemente, dados divulgados pela comunidade científica deixaram o mundo em festa com a possibilidade de limitar o aparecimento do Alzheimer.

Isso porque estudos realizados em grande escala pela University of Texas Health Houston, com adultos americanos maiores de 65 anos, revelou que os vacinados contra Influenza tiveram uma incidência 40% menor no desenvolvimento da doença neurológica, que atinge mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).

“Claro que muitas pesquisas e testes ainda serão feitos, mas esse é um ponto de partida para, quem sabe, descobrir como curar ou minimizar os danos do Alzheimer. E saber que talvez seja possível desenvolver uma vacina contra esse mal é incrivelmente esperançoso e animador para o segmento de vacinação”, conta Thaís Farias, sócia diretora da rede de clínicas AMO Vacinas.

No Brasil, as redes particulares de vacinação, como a AMO, oferecem todos os anos a vacina contra Influenza quadrivalente, que proporciona uma proteção maior contra a gripe, pois contempla imunizantes para a Influenza tipo A, H1N1 e H3N2 e Influenza tipo B, Victoria e Yamagata.

“É satisfatório imaginar que cada uma das vacinas aplicadas nas nossas redes contra Influenza, talvez, protejam muito mais do que sempre imaginamos. Elas podem ser instrumentos, ainda coadjuvantes na questão do Alzheimer, mas essenciais na vida das pessoas”, afirma a empresária.

Ainda segundo os pesquisadores não é possível saber ao certo qual é a ligação entre o imunizante e o Alzheimer, porém, muitos acreditam que tem a ver com o fortalecimento do sistema imunológico para que males que afetam diretamente a doença não se desenvolvam, como é o caso da pneumonia.

Todos os anos milhares de vacinas contra Influenza são aplicadas por meio dos profissionais da AMO, seja nas unidades, nas empresas, nas escolas ou no atendimento domiciliar.

Apesar dos altos números, muitas pessoas ainda não se conscientizaram da importância de se vacinar contra Influenza, o vírus é perigoso e pode afetar todas as faixas etárias, podendo causar complicações em grupo prioritários, como crianças, idosos, gestantes e pessoas com comprometimento de saúde.

Além disso, a vacinação é um ato de amor ao próximo, pois provoca a diminuição da circulação do vírus,  evitando novos casos da doença. Porém, é importante se atentar à necessidade da revacinação anual, pois além dos novos subtipos que circulam e necessitam de uma vacina atualizada, a proteção cai progressivamente.

Informações: amovacinas.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.