Autoridades e especialistas discutem ações de sustentabilidade no 2º Summit Ambiental do Hospital Moinhos de Vento

Foto: Leonardo Lenskij

Boas práticas e iniciativas para uma gestão com foco ambiental e com sustentabilidade foram as discussões que nortearam o 2º Summit Ambiental, realizado pelo Hospital Moinhos de Vento, de Porto Alegre (RS). O evento reuniu executivos do setor saúde, especialistas e autoridades da área nesta quarta-feira (1º) e abriu a programação do Mês do Meio Ambiente na instituição, que contará ainda com plantio de mudas de árvores e passeio ciclístico.

Na cerimônia de abertura, o superintendente executivo, Mohamed Parrini, salientou que cuidar de pessoas vai muito além de oferecer medicina de excelência. O propósito do Hospital Moinhos de Vento inclui cuidar do meio ambiente e fazer a diferença em termos de sustentabilidade, compromisso assumido pela instituição.

“Lideramos uma série de medidas alinhadas às temáticas socioambiental, de diversidade e de governança. As questões ambientais e sociais são fundamentais para uma saúde melhor, trazem mais qualidade de vida, mudam nossa relação com o mundo e as pessoas. São, também, o significado do ‘cuidar de vidas’. Uma missão que vai além do nosso hospital, com compromisso com nossos pacientes, mas também com a sociedade e o mundo”, afirmou.

O superintendente administrativo da instituição, Evandro Moraes, falou das iniciativas já implementadas, como ser o primeiro hospital do Sul do Brasil a publicar um inventário completo de gases de efeito estufa, o que resultou na conquista do selo prata do GHG Protocol. Também foi pioneiro ao migrar para o mercado livre de energia e é o único no sul reconhecido com o I-REC, certificado internacional que comprova que toda a energia elétrica consumida em sua operação é de fonte renovável — 100% da eletricidade consumida pela instituição é oriunda de geração eólica. Além disso, possui a Central de Transformação de Resíduos que é um exemplo para o país. Somente em 2021, foram reciclados mais de 141 mil quilos de materiais plásticos e papel que são transformados em ecobags, sacos de lixo e papel higiênico.

“A questão da sustentabilidade ambiental está no DNA do Hospital e a conexão da saúde com o meio ambiente é total. Nós vivemos uma explosão no aumento de volumes de resíduos durante a pandemia e que, de alguma maneira, tiveram que ser compensados, tratados e reciclados. E é isso que fizemos aqui no Hospital Moinhos de Vento já há muitos anos. A pauta da sustentabilidade é uma via de muitas mãos, pois reduz despesas, preserva o ambiente, engaja os colaboradores, melhora a saúde e repercute na vida de cada um”, avaliou o superintendente.

O exemplo de Porto Alegre

O secretário municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade de Porto Alegre, Germano Bremm, apresentou o Plano Diretor de Sustentabilidade do município e as políticas públicas na área, destacando que a capital se comprometeu, durante a COP 26, a zerar as emissões de carbono até 2050. “Para chegarmos lá, precisamos de uma caminhada e inúmeros projetos nessa área. Estamos fazendo o nosso plano de ação climática mas, independentemente desse planejamento mais macro, a gente vem desenvolvendo uma série de ações menores”, pontuou.

Entre as iniciativas, o gestor destacou o incentivo aos rooftops sustentáveis, a criação de novos ambientes verdes em espaços urbanos ociosos, a despoluição do Arroio Dilúvio, a substituição da iluminação pública por lâmpadas LED, entre diversas outras ações.

“Sei que os desafios são gigantescos e não existe solução única e mágica. Precisamos começar e integrar o poder público com a iniciativa privada, com as entidades e com sociedade. Não basta a gente, isoladamente, fazer a política pública e planejar se não tiver esse envolvimento. Mas também é só através dos entes públicos que teremos condições de fazer essa transformação”, ressaltou o secretário, que elogiou o Hospital Moinhos de Vento por ser um exemplo para a sociedade de boas práticas já instituídas na área ambiental.

Socioambiental 

Com o tema “Como o social contribui com o ambiental”, o superintendente de Responsabilidade Social do Hospital Moinhos de Vento, Luis Eduardo Mariath, citou durante sua palestra as ações realizadas pela instituição com foco na saúde. Um exemplo é a construção do Hospital da Restinga e Extremo-Sul, planejado dentro de uma perspectiva de preservação do meio ambiente. A unidade possui sistema central de climatização, brises vegetados para o aquecimento ou resfriamento passivo do ambiente, telhado verde, uma central de tratamento e aproveitamento da água da chuva e outra para efluentes.

“Um dos eixos do Instituto Moinhos Social é a atuação com as comunidades vulneráveis. Nosso trabalho tem sido desenvolvido pensando na cultura de preservação do meio ambiente e com foco na criança e no adolescente. Diversas oficinas educativas são realizadas, assim como o plantio de mudas de árvores, hortaliças e legumes, buscando estimular a conscientização ambiental na sociedade”, assegurou.

Termo de compromisso

Durante o evento, o Hospital Moinhos de Vento também assinou termo de compromisso para implementar novas ações de sustentabilidade na instituição, mas que também beneficiem a sociedade como um todo. Entre elas, a instalação de uma usina fotovoltaica para atender a demanda de imóveis e locações que ficam fora da sede principal; implantação de captação de água subterrânea para redução do consumo de águas superficiais; e o plantio de mil árvores no estado, em ações socioambientais.

O superintendente Moraes também declarou que os compromissos assumidos durante o 1º Summit, em 2019, foram realizados. Entre eles, estava a redução de 50% no consumo de copos plásticos que eram usados dentro do hospital e a realização de certificação verde para os fornecedores do ecossistema de saúde, que cumprem um checklist de sustentabilidade.

Nessa linha, o painel ‘Fontes Renováveis: energia, água e logística sustentável’, reuniu parceiros da instituição nas iniciativas sustentáveis. Participaram do debate executivos da Engie, maior empresa privada de energia renovável do Brasil; da Neo Water, que atua em soluções de eficiência hídrica; da Viveo, um ecossistema de soluções para toda a cadeia da saúde, e do Grupo Elfa, fornecedor de produtos, soluções logísticas e serviços médico-hospitalares.

Mobilidade e sustentabilidade

Outro compromisso firmado no evento foi com a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC). No documento assinado pelo superintendente Moraes e o presidente do órgão, Paulo Ramires, o hospital pactuou com o município o empenho para promover, executar e divulgar ações de incentivo ao uso da bicicleta como meio de transporte para o deslocamento de colaboradores na ida e volta ao trabalho. Oito bicicletas foram sorteadas entre as equipes da instituição.

Na palestra ‘Transporte Alternativo Sustentável – Mobilidade Urbana com meios alternativos’, o secretário de mobilidade urbana de Porto Alegre, Adão de Castro Júnior, apresentou os projetos da Capital para um transporte alternativo sustentável. Ele citou o plano de mobilidade urbana, que tramita na Câmara Municipal e tem, entre as diretrizes, ações que visam a sustentabilidade no âmbito da mobilidade.

O titular da pasta também falou sobre o programa Mais Transporte, que visa ampliar a oferta e qualificar o sistema contribuindo para uma cidade mais sustentável, com a aquisição de veículos elétricos e integrando as bicicletas nesse processo. “Essa transição energética é fundamental para viabilizar uma cidade inteligente e nosso planejamento conversa muito com essa premissa, em busca de um transporte eficiente e sustentável”, destaca Castro.

Para o público externo, como forma de incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte, o Hospital Moinhos de Vento realiza o seu 2º Passeio Ciclístico no próximo domingo (5). Em parceria com a EPTC, a atividade é aberta ao público e o percurso será de 12 quilômetros. A concentração inicia às 10 horas, no Parque Moinhos de Vento (Parcão), e a largada está prevista para às 10h30, com tempo estimado de duas horas e chegada no mesmo local.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.