Pessoas com algum grau de perda de audição podem ter maior risco de desenvolver demência no futuro

Pessoas que têm dificuldades para acompanhar conversas ou que estão desenvolvendo problemas com as habilidades de memória e raciocínio podem precisar verificar sua audição. A perda de audição relacionada à idade pode estar vinculada a um risco cada vez maior de declínio cognitivo, explica o Dr. Ronald Petersen, M.D., neurologista e diretor do Centro de Pesquisa da Doença de Alzheimer da Mayo Clinic.

Diversos estudos grandes mostraram que pessoas com algum grau de perda de audição, mesmo na meia-idade, têm um risco maior de desenvolver demência mais tarde. O motivo exato não é conhecido, diz o Dr. Petersen. “Pode ser que realmente existam efeitos no cérebro. Alguns estudos mostraram que se as pessoas têm perda de audição ao longo de muitos anos, determinadas partes do cérebro (em especial o lobo temporal envolvido na audição e também na linguagem e na memória), podem ser realmente menores”, diz o Dr. Petersen.

Também pode ser que a perda de audição leve ao isolamento social, o que pode levar a um risco maior de demência.

O Dr. Petersen recomenda que a audição seja verificada a cada dois ou três anos, especialmente se houver sinais de que ela pode estar se deteriorando. Isso inclui a dificuldade em ouvir conversas, especialmente em salas com muitas pessoas e pedir com frequência a outras pessoas que repitam o que disseram.

A solução pode ser tão simples como remover cera do ouvido. “Se  for realmente detectada uma perda de audição maior do que o esperado com o envelhecimento, você pode obter um dispositivo de audição: um aparelho auditivo ou um implante coclear”, diz o Dr. Petersen. “A perda de audição não precisa ser um acontecimento normal no envelhecimento.”

“Acreditamos que, se as pessoas melhorarem a capacidade de ouvir, a perda cognitiva, caso esteja relacionada, pode realmente diminuir com o tempo”, acrescenta o Dr. Petersen.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.