Primeira mulher urologista certificada em cirurgia robótica opera no Vera Cruz Hospital

Foto: Matheus Campos

Pioneira na certificação feminina em cirurgia robótica no Estado de São Paulo, a médica urologista do Vera Cruz Hospital, Elaine Bronzatto, celebra mais um procedimento na unidade, realizado no último dia 4. A paciente, uma mulher de 24 anos, teve a retirada do rim, nefrectomia, feita por meio da técnica exclusiva no interior de São Paulo. Localizado em Campinas (SP), o Vera Cruz já realizou mais de 500 cirurgias robóticas. “É inacreditável a destreza e ganho de movimento que o equipamento nos proporciona durante o procedimento. É como se estivéssemos munidos de toda a capacidade tecnológica possível para operar aquele paciente de forma minimamente invasiva, segura e benéfica. Essa cirurgia prova que é muito importante para qualquer especialista sair da sua zona de conforto e enfrentar novos desafios a favor de seus pacientes, sem deixar a humanização de lado, indiscutivelmente”, explica a médica. “Agradeço a oportunidade de me certificar, e ao Vera Cruz, que aposta em seus profissionais, acreditando no nosso potencial”, comemora.

A cirurgia foi necessária devido a uma falência renal causada por cálculo coraliforme que obstruiu o rim. Segundo a especialista, a formação de cálculos renais é multifatorial, ocorrendo por baixa ingestão hídrica, alimentação inadequada, erros do metabolismo e até infecções urinárias repetidas. “Muitas pessoas não levam a sério seus hábitos de vida e não se preocupam com infecções urinárias, por exemplo. Mas esses problemas são extremamente graves e podem resultar em cálculos e infecções e posteriormente até na perda do órgão”, alerta.

A oportunidade da certificação na robótica surgiu por incentivo da Equipe da Endometriose do Vera Cruz Hospital, chefiada pelo médico Dorival Gomide. “Sempre focamos na excelência dos integrantes da nossa equipe multidisciplinar e a robótica é um ganho excepcional não só para o cirurgião, mas principalmente ao paciente. A Dra. Elaine sempre demonstrou grande capacidade técnica na urologia, além de trazer muita contribuição para o nosso time. Além disso, todos os seus procedimentos têm sido muito bem executados”, comenta. “Como pai de duas meninas e com uma esposa médica, é motivo de grande orgulho saber que somos parte da primeira certificação feminina na área, o que prova que todas as mulheres são capazes de conquistar grandes patamares nas carreiras”, adiciona.

Para um dos orientadores da Cirurgia Robótica, Sandro Faria, a cirurgia é um passo importante para a especialidade. “A Dra. Elaine tem um foco muito grande em uma área específica chamada de urologia feminina. Com a ferramenta robótica, ela amplia sua capacidade em operar com qualidade e precisão. Temos muito orgulho de ter participado da sua formação”, conta o médico. “Essa certificação mostra o quanto o Vera Cruz valoriza a profissional mulher, além de estar sempre a frente nas tecnologias de ponta como a robótica”, completa o Diretor-Presidente do Vera Cruz Hospital, Erickson Blun.

Trajetória

Mesmo comemorando a certificação inédita em cirurgia robótica, Elaine não esqueceu suas origens. Desde pequena, enquanto as amigas brincavam de boneca, ela já tinha seu próprio laboratório e passava o tempo fazendo experimentos no microscópio. “Vim de família muito humilde, porém estudar sempre foi prioridade. Eu e meus irmãos somos os primeiros a cursar faculdade. Sempre estudei em colégio público e mesmo com a ajuda do cursinho, no qual eu era monitora, para conseguir estudar, demorei quatro anos para conseguir passar no vestibular da Unicamp”, lembra com orgulho. Foram muitas lutas, mas que hoje resultaram em grandes conquistas”, afirma a médica, que tem mestrado na mesma universidade e pós-graduação no Hospital Sírio Libanês.

Sobre ser a primeira urologista mulher a ser certificada na área, ela comenta com satisfação, mas gostaria que a capacidade feminina fosse reconhecida de forma mais natural. Segundo a especialista, o Brasil possui 4,7 mil urologistas, mas apenas 131 mulheres na especialidade, menos de 3% do total. “Todos temos as mesmas condições para chegar onde chegamos. Tenho muito orgulho de ser a primeira cirurgiã robótica em urologia, mas não acredito que esse seja o real motivo de comemoração. As mulheres nunca devem duvidar de sua capacidade. Nosso sonho é que elas não tenham que batalhar para provar nada, nem para elas mesmas, nem para a sociedade, independente da área que atuam”, finaliza.

Histórico

O Vera Cruz foi o primeiro hospital do interior de São Paulo a adquirir um robô, o Da Vinci SI, como parte do Programa de Cirurgia Robótica, em 2018. Outro passo importante no aporte tecnológico da unidade foi a aquisição do novo sistema de visualização robótica: Kinevo, um microscópio de alta tecnologia que ajuda a reduzir os movimentos e o desgaste físico dos cirurgiões, além de diminuir o tempo de cirurgias de alta complexidade. Em outubro de 2020, a unidade comemorou 500 procedimentos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.