Rio Grande do Sul comemora 30 anos do primeiro transplante de fígado

Cirurgiões Maria Lúcia Zanotelli, Juliano Martini, Guido Cantisani e Eduardo Schlindwein durante transplante hepático

Quinze de julho é uma data que está escrita na história da Santa Casa de Porto Alegre e da medicina do Rio Grande do Sul. Há exatos 30 anos, em 1991, foi realizado aqui o primeiro transplante de fígado do Estado e o primeiro dos 1687 transplantes deste órgão feitos na Instituição desde então.

Para Maria Lúcia Zanotelli, médica integrante do Grupo de Transplante Hepático da Santa Casa, coordenado pelo dr. Guido Cantisani, “esta é uma data a ser lembrada e celebrada, pois representa o início de uma jornada de muito sucesso na assistência aos pacientes com problemas hepáticos graves, que têm nos transplantes sua única opção de retomada de uma vida normal”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.