Serviço de Anestesia do Hospital Oswaldo Cruz reduz burocracia e agiliza escalas médicas

A área de saúde é uma das mais complexas e dinâmicas, sendo que a ausência de médicos, no dia e horário corretos, pode impactar no atendimento adequado para salvar vidas. Pensando nisso, o Serviço de Anestesia e Medicina Perioperatória (SAMP), empresa que atua na área médica para grandes hospitais, como o Oswaldo Cruz, decidiu utilizar a solução de escalas médicas digitais da Magma, startup recém adquirida pela Stefanini Scala, empresa do Grupo Stefanini.

Antes da ferramenta, o SAMP, que conta atualmente com 50 profissionais, enfrentava dificuldades no gerenciamento das equipes médicas de plantão, tanto na montagem da escala habitual quanto no monitoramento das trocas realizadas entre os médicos. Outro problema era a ausência nos plantões por esquecimento ou desinformação.

“Com a solução de escalas médicas da Magma é possível acompanhar todas as etapas do processo, desde o momento em que o médico aceita a escala ou quando propõe a troca com outro profissional. A ferramenta conta com uma série de lembretes e trabalha com cores – verde aponta que está tudo certo e vermelho sinaliza que o médico ainda não aceitou o plantão”, afirma José Albani de Carvalho Júnior, médico intensivista há 30 anos e fundador da Magma.

Outros benefícios apresentadas pela solução de escalas digitais são: ganho de tempo dos gestores médicos para realizar atividades administrativas relativas às escalas médicas; melhor monitoramento dos profissionais em suas atividades; facilidade na troca e ajuste de plantões; gestão e controle das horas efetivamente trabalhadas pelo profissional, relatórios de controle e auditoria, pagamentos e possibilidade de integração com outras soluções.

“Antes, se o médico não avisasse que faltaria, a ausência só era percebida na hora do plantão, o que muitas vezes comprometia o dia a dia da clínica ou hospital. O SAMP, por exemplo, trabalha com uma escala pré-definida, que eliminou os sobressaltos da equipe. Hoje, o índice de ausência é praticamente zero”, explica Albani.

De acordo com Dr. Álvaro Guaratini, diretor do SAMP, o tempo utilizado para montar a agenda de plantões e realizar os pagamentos foi reduzido de 48h para 2h, ampliando a qualidade do serviço e a segurança de todos os processos. No Hospital Oswaldo Cruz, o volume de atendimentos aumentou 12 vezes (2014 – 2017). “Se os bancos contarem com APIs que interajam com a Magma Solution, ao invés de realizar 50 pagamentos manuais, posso gerar apenas um, que será direcionado para a conta de cada médico. Portanto, a mobilidade é um grande diferencial da ferramenta”, acrescenta Guaratini.

“A utilização da ferramenta de escalas digitais contribuiu bastante para nossos associados, que têm a percepção de atuarem numa empresa organizada, que se preocupa em gerir bem a sua equipe”, ressalta Dr. Rodrigo Angelis, diretor do SAMP. “Não consigo mais nos imaginar trabalhando sem a solução. Com ela, temos uma previsão orçamentária, que funciona tanto para o administrador quanto para os médicos. Nosso cenário é outro, muito melhor”, complementa Angelis.

Próximos passos

Em breve, a Magma Solution, que integra o portfólio da Stefanini Scala, realizará, de forma automatizada, o check-in e check-out do médico nas instalações hospitalares. “A plataforma nos dará condições de evoluir para uma estratégia de implantação de uma ferramenta de monitoração da higienização de mãos para reduzir os índices de infecção hospitalar”, destacam os diretores Stefanini.

Segundo José Carlos Pires, presidente da Stefanini Scala, a Magma Solution traz um modelo de gestão eficiente, que engaja os profissionais e gera valor agregado aos serviços oferecidos pelas instituições de saúde. “Entendemos que esta mesma solução possa ser utilizada por outras verticais e setores de prestação de serviços, que queiram ampliar a eficiência em suas escalas e processos de pagamento”, finaliza.

Criada há dois anos, a Magma desenvolve sistemas de gestão e monitoramento de pacientes e equipes, a partir de estudos profundos do cotidiano dos hospitais e de centros médicos. Com foco em UTIs, a empresa criou uma ferramenta baseada em inteligência analítica, que proporciona uma visão ampla e sistêmica de toda Unidade de Terapia Intensiva, transformando os processos decisórios e trazendo melhorias, como agilidade na tomada de decisões, aprimoramento da gestão financeira e redução do tempo de internação, além de garantir uma melhor performance clínica.

SAMP

O Serviço de Anestesia e Medicina Perioperatória, SAMP, é uma empresa que atua na área médica e que presta serviços nas áreas de anestesiologia e de medicina perioperatória. O SAMP oferece serviço de anestesia para os hospitais, incluindo equipe médica, gestão de agenda, protocolos assistenciais, gestão de segurança e de qualidades assistenciais. Desde janeiro de 2014 constitui a equipe de anestesiologia do hospital alemão Oswaldo Cruz, atuando nas unidades Paraíso e Campo Belo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.