Simpósio vai debater os avanços em cirurgias nas válvulas do coração

Nos dias 6 e 7 de maio, a Cardiologia D’Or vai reunir no Hotel Fairmont, em Copacabana, Rio de Janeiro (RJ), renomados cardiologistas nacionais e estrangeiros para debater os principais avanços nos tratamentos intervencionistas minimamente invasivos das doenças valvares do coração. O 2º Simpósio Internacional de Intervenção Valvar – VALVE IN RIO também marca a retomada da realização de eventos científicos presenciais da Rede D’Or. Nos últimos dois anos, devido à pandemia, os encontros foram realizados de forma virtual.

Diretora nacional de Cardiologia da Rede D’Or, Olga Ferreira de Souza explica que a área tem produzido nos últimos anos muitos estudos e apresentado novas técnicas de intervenção por cateter das válvulas do coração. “Vamos apresentar avanços bem significativos e recentes que vão ajudar a trazer mais conhecimento, tecnologia e treinamento para os médicos”, afirma.

O envelhecimento da população vem exigindo uma atenção cada vez maior com a saúde do coração. Conforme o avançar da idade, é esperado uma degenaração das quatro válvulas, que garantem a circulação correta do sangue. Um mau funcionamento pode exigir que o coração faça um esforço maior para bombear o sangue. Estudos apontam, por exemplo, que de 3% a 5% da população pode apresentar algum grau de acometimento da válvula aórtica, a partir dos 65 anos.

Segundo Vinicius Esteves, um dos coordenadores do Simpósio, entre os destaques da programação estão os avanços de técnicas na intervenção das válvulas mitral, aórtica e tricúspide. Principalmente em relação a esta última, observa Vinicius, o público poderá conhecer procedimentos que poucas vezes foram realizados no Brasil. Um deles, por exemplo, será o caso de uma cirurgia minimamente invasiva realizada no início deste ano no Vila Nova Star, em São Paulo, nas válvulas tricúspide e mitral de uma paciente de 87 anos. O procedimento reverteu um severo quadro de insuficiência cardíaca na paciente, que já não respondia mais a medicamentos e ainda convive com raro quadro de ter o coração no lado direito do corpo.

“Teremos inclusive transmissões em tempo de real de cirurgias em válvulas tricúspide e mitral realizadas em hospitais da Espanha e França, respectivamente”, revela Vinicius. Ao todo, serão quatro cirurgias transmitidas ao vivo. Os participantes também poderão acompanhar procedimentos realizados no Copa D’Or e no Hospital Esperança Recife. Em paralelo às discussões de casos também haverá um workshop para capacitar os profissionais que realizam a ecocardiografia, exame fundamental para o sucesso de uma cirurgia cardíaca. “Teremos uma verdadeira aula on-line com um especialista italiano e outro grego”, ressalta o coordenador do Simpósio.

Inscrições: www.valveinrio.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.