Unidade móvel fará diagnóstico de HIV no pátio do Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia

Numa década em que a tecnologia facilita a comunicação, a falta de informação, o preconceito e o ‘tabu’ ainda cercam o tema sexualidade e dificultam a prevenção contra o vírus HIV e a Aids. Dados do Boletim Epidemiológico HIV/Aids 2018, divulgado em novembro deste ano pela Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES) e pelo Ministério da Saúde (MS), apontam que em Goiás, houve redução do número de casos. Até junho desde ano, 373 casos da doença foram notificados. Já no decorrer de 2017, foram 7.166 casos registrados pela Coordenação Estadual de IST/Aids, da Superintendência de Política de Atenção Integral à Saúde (SPAIS) da SES-GO.

A infectologista e coordenadora da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), Daniela Rosa, explica que pessoas infectadas pelo vírus HIV podem viver anos sem apresentar sintomas. “A única forma de descobrir se uma pessoa é portadora do vírus HIV é por meios de exames. A realização frequente do teste é recomendada havendo ou não situação de risco”, afirmou. A infectologista ainda ressalta que “no Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS), disponibiliza de forma gratuita exames laboratoriais e testes rápidos, que detectam anticorpos contra o HIV em cerca de 30 minutos”, concluiu.

Em alusão à campanha “Dezembro Vermelho”, que visa alertar sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis, o Hospital Estadual de Urgências de Aparecida de Goiânia Cairo Louzada (Huapa), da SES – Governo de Goiás, recebe na sexta-feira (14), das 7h às 17h30, no estacionamento em frente a recepção de internação do hospital, a unidade de atendimento itinerante do Serviço de Assistência Especializada (SAE) em HIV/Aids e do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), da Secretaria Municipal de Saúde de Aparecida de Goiânia.

O ônibus do programa vai oferecer exames laboratoriais gratuitos de hepatite B e C; sífilis; e HIV à população em geral, pacientes e colaboradores do Huapa. Os testes rápidos podem detectar os anticorpos contra os vírus e apresentam resultados em até 30 minutos. Caso algum resultado seja positivo, o CTA irá encaminhar as pessoas para tratamento nos serviços de referência.

Além dos exames, os profissionais do programa também vão orientar os participantes sobre infecções sexualmente transmissíveis e distribuir preservativos. Também na sexta-feira, voltada aos colaboradores do hospital, o Huapa vai receber  às 15h, no auditório da unidade, palestra de conscientização sobre o vírus HIV e a Aids, que será ministrada pelo Grupo Saúde e Vida.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.