Urologista do CIU recebe certificação e passará a realizar cirurgias robóticas em agosto

249

O médico urologista Marcelo Lorenzi, do Centro Integrado de Urologia acabe de receber sua certificação para realizar cirurgias robóticas. A partir desta data, os pacientes com indicação de tratamento cirúrgico poderão ser beneficiados com cirurgias menos invasivas, com menos chances de efeitos adversos e recuperação muito mais rápida.

“A cirurgia realizada com o auxílio do robô proporciona melhor recuperação, menor perda sanguínea e menos complicações ao paciente. No caso da prostatectomia radical para câncer de próstata, a técnica reduz as chances de incontinência urinária e disfunção erétil”, explica o Dr. Marcelo.

Os benefícios da robótica também se estendem aos cirurgiões, com melhora da precisão intraoperatória, melhor visibilidade, com a visão em 3D, e mais ergonomia.

“Qualquer cirurgia urológica intra-abdominal pode ser realizada com robôs, como a nefrectomia total ou parcial, pieloplastia (plástica para malformação renal) e herniorrafias inguinais, bem como a prostatectomia radical, que em urologia, é a cirurgia que mais evoluiu com o auxílio do robô”, avalia o especialista.

Benefício ao paciente

Todo o processo de certificação do Dr. Marcelo conta com o apoio do Hospital Santa Catarina, em São Paulo, uma das instituições de ponta no uso da tecnologia em medicina. Como parte deste apoio, o Hospital arcará com todos os custos do robô nas primeiras cirurgias realizadas em suas dependências, por tempo determinado.

“Os primeiros pacientes atendidos após o recebimento da certificação, que tenham a cobertura da internação por seus planos de saúde, serão isentos do custo do robô. Este privilégio poderá beneficiar aqueles que não tenham condições de arcar com estes custos, visto que a maioria dos planos de saúde ainda não cobre a cirurgia robótica no Brasil”, explica.

Certificação Intuitive

O treinamento do Dr. Marcelo foi iniciado em 2007, na Cleveland Clinic, em Ohio, nos Estados Unidos, durante um período de 30 dias.

“Neste período, acompanhei o serviço de robótica, que é um dos mais avançados dos Estados Unidos. Naquela época a tecnologia no Brasil ainda não estava muito presente. Hoje, com a maior difusão da cirurgia robótica, muitos outros hospitais vêm adquirindo o Da Vinci, como o é o caso do Hospital Santa Catarina”.

Com a experiência já adquirida, a certificação será obtida pelo Dr. Marcelo Lorenzi no IRCAD, no Rio de Janeiro, que é o maior centro de treinamento em cirurgia minimamente invasiva da América Latina, possuindo a mais moderna estrutura para a especialização médica.

O certificado será conferido pela Intuitive Surgical, líder global de cirurgia robótica minimamente invasiva. A indústria é a fabricante do cirurgião-robô Da Vinci, desenvolvido em 1999, que já no ano seguinte se tornou o primeiro sistema robótico cirúrgico aprovado pelo FDA americano para uso geral em cirurgia laparoscópica.

O equipamento vem sendo aperfeiçoado constantemente, sendo amplamente utilizado em todo o mundo. Atualmente, cerca de dois mil sistemas da Vinci estão instalados em quase 1.500 hospitais no mundo inteiro.

Deixe seu comentário