Jogadores do Flamengo entregam aventais personalizados para crianças de hospital estadual

362
Foto: Mauricio Bazilio

Nesta terça-feira (30), Filipe Luís e Juan, jogadores do Clube de Regatas Flamengo, estiveram no Hospital Estadual da Criança (HEC), no Rio de Janeiro (RJ), para entregar aventais personalizados para crianças em atendimento na unidade. O objetivo da iniciativa é encorajar pacientes durante atendimento, para que se sintam mais fortes e corajosos frente aos desafios de tratamento de longa duração.

A ideia foi lançada nos hospitais espanhóis com o lema “Las batas más fuertes”, que significa dizer aventais mais fortes. Agora, a ação chega ao Rio de Janeiro, no HEC, em Vila Valqueire, na Zona Oeste da cidade, através de parceria entre a unidade e o Flamengo, que doará as vestimentas com as cores e símbolo do clube.

Layla Ferreira, de 14 anos, vem de uma família de flamenguistas que jogam futebol sempre que podem. Ela jogava em um extremo ou outro: como goleira ou atacante. No momento, está dando uma pausa dos gramados para o tratamento, mas planeja voltar a jogar assim que puder. A visita de hoje lhe deu mais forças. “Não tô acreditando até agora! Não fazia ideia que eles viriam aqui e estou muito feliz. O Juan jogava muito e adorei conhecer ele! Uma inspiração para mim”, afirmou animada.

“Me sinto privilegiado por poder participar de uma ação como essa”, afirmou Filipe Luís. Assim como Juan, que disse que a manhã foi especial. “A camisa do Flamengo tem muita energia. Espero que tenha o mesmo efeito que tem para a gente em campo, dando mais força para lutar sempre!”, disse.

Para o secretário de Saúde do estado do Rio de Janeiro, Edmar Santos, é um gol de placa do time carioca. “É uma bela atitude do clube. Tenho certeza que gestos como esse contribuem na humanização do atendimento, algo que temos buscando desde o início da gestão e que traz resultado para no tratamento. Agora, pretendemos estimular outros times a participarem”, afirma.

HEC

Primeira unidade do Rio de Janeiro voltada para atendimento pediátrico e referência em procedimentos de média e alta complexidades, o Hospital Estadual da Criança (HEC) recebe em torno de 85 pacientes ambulatoriais por dia. Única unidade pública a receber a certificação Nível 3 de Excelência pela ONA, o HEC já realizou mais de 30 mil procedimentos cirúrgicos, 162 transplantes, sendo 96 hepático e 66 renais, além de cerca de 110 mil consultas ambulatoriais.

Atualmente, o HEC conta com 43 quartos individuais, 10 de UTI neonatal, 05 de UTI Pediátrica, 10 poltronas de quimioterapia, 5 consultórios, 1 oficina de prótese, 1 consultório odontológico, 3 salas de cirurgia e 4 leitos de RPA (repouso pós-anestésico), exames de ultrassonografia, tomografia computadorizada, ecocardiografia, raios x, endoscopia, colonoscopia, broncoscopia, serviços de fisioterapia motora e respiratória, terapia ocupacional e apoio psicológico, pedagógico e social.

Deixe seu comentário