Mais de 97% dos pacientes do Hospital de Nova Mutum estão satisfeitos, aponta pesquisa

169

Os três primeiros meses do Instituto de Saúde Santa Rosa à frente do Hospital de Nova Mutum – município localizado a 228 km de Cuiabá (MT) – recebeu avaliação positiva de grande parte da população. Seja nos atendimentos ambulatoriais, seja entre os pacientes internados, o índice de satisfação das pessoas que passaram pela instituição – apontado por uma pesquisa – revela que a satisfação ultrapassa 97%.

O relatório mostra que nos meses de junho, julho e agosto mais de 6,7 mil pacientes foram atendidos pelos 60 médicos que atuam no hospital. Nestes três meses, além dos atendimentos, 827 pacientes estiveram internados na unidade de saúde. Nos dois últimos meses do trimestre, 80% dos leitos foram ocupados – o hospital possui 44 leitos. No primeiro trimestre, período anterior à gestão, o valor era de 72,21%.

Ou seja, a taxa de ocupação hospitalar – também conhecida como percentagem de ocupação – cresceu. Ela é a razão entre o número de leitos ocupados (número de pacientes-dia) pelo número de leitos disponíveis em determinado período.

Ao mesmo tempo, a média de permanência caiu 22%. Isto é, o período em que os pacientes permaneceram internados, em média, passou de 3,67 dias no primeiro trimestre para 2,85 dias durante o trimestre sob gestão do Instituto de Saúde Santa Rosa. Essa redução no tempo de internação revela uma melhora significativa no atendimento e a eficiência do novo serviço oferecido à população.

“Desde o início da gestão do hospital, buscamos oferecer o melhor atendimento e a máxima eficiência e os números do balanço deste trimestre demonstram claramente que conseguimos isso”, afirmou o diretor presidente do Instituto Santa Rosa, José Ricardo de Mello.

A avaliação traz ainda que mais de 150 procedimentos cirúrgicos foram realizados durante os três meses, entre cirurgias de emergência e eletivas. Em termos de comparação com o primeiro semestre deste ano, o número de consultas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) aumentou 33%. Isto é, a média no primeiro trimestre foi de 439 atendimentos pelo SUS e após o do Instituto Santa Rosa assumir a média subiu para 586.

O início do trabalho ofertado pela nova instituição gestora do Hospital de Nova Mutum também é avaliado de forma satisfatória pelo prefeito de Nova Mutum, Adriano Pivetta. “Estamos ainda bem no começo, mas a avaliação é positiva. Há aspectos que podem melhorar e tenho a certeza de que com os meses isso irá acontecer. Estamos convictos da escolha e estamos aqui para verificar o bom desempenho dos trabalhos”, destacou o prefeito.

Conforme explica a presidente do Conselho de Administração do Instituto de Saúde Santa Rosa, Mara Nasrala, o contrato de gestão emergencial terá como prazo de validade seis meses e é resultado de um processo licitatório aberto em maio deste ano – que contou, entre suas etapas, com a qualificação do Instituto pela Secretaria Municipal de Saúde de Nova Mutum.

Deixe seu comentário