Vida, morte e luto – Atualidades brasileiras

310

Na sociedade moderna, tão identificada com a ciência e a tecnologia, a ideia da morte tornou-se incômoda a ponto de pessoas em situação terminal sentirem-se culpadas por seu adoecimento e pela iminente possibilidade de morrer. O tema da morte desapareceu da cultura do cotidiano, e a incapacidade de lidar com essa situação-limite reflete as dificuldades dos indivíduos que não contam com repertórios simbólicos para enfrentar a morte, o luto e a dor.

O livro “Vida, morte e luto – Atualidades brasileiras” (280 p., R$ 83,70) contribui para a reinserção da questão da morte na cultura e acena com a possibilidade de ampliarmos nosso repertório simbólico para lidar com ela de forma serena, ajudando profissionais e leigos a compreender em profundidade um tema tão urgente no trato das questões fundamentais da existência humana.

Organizado por Karina Okajima Fukumitsu, ela mesma confrontada com a proximidade da própria morte, e reunindo textos de diversos autores, a obra é multidisciplinar e apresenta os principais cuidados e o manejo em situações-limite de adoecimento, suicídio e processo de luto, bem como reitera a visão de que, toda vez que falamos sobre a morte, precisamos também falar sobre a vida.

A tônica da obra recai sobre a necessidade de atenção aos cuidados em relação a inúmeras adversidades, considerando as questões biológicas, físicas e espirituais. Nessa perspectiva, trata-se de um convite para olharmos para o sofrimento humano com mais atenção e zelo.

Dessa forma, o livro traz uma contribuição para os profissionais da saúde e um estímulo para a aprendizagem dos assuntos abordados nos cursos de Psicologia, Medicina, Assistência Social, Enfermagem, Fisioterapia, Terapia Ocupacional etc. Um livro destinado a profissionais da área da saúde em geral e estudantes de graduação, especialização, aperfeiçoamento e pós-graduação das diversas áreas desse campo.

Organizadora

Psicóloga e psicoterapeuta, Karina Okajima Fukumitsu é professora do curso de Psicologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Doutoranda em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo (USP), é mestre em Psicologia Clínica pela Michigan School of Professional Psychology (EUA), especialista em Psicopedagogia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e em Gestalt-terapia pelo Instituto Sedes Sapientiae. É autora dos livros Suicídio e Gestalt-terapia e Perdas no desenvolvimento humano: um estudo fenomenológico (DPP, 2011).

Informações: (11) 3865-9890 e www.summus.com.br

Deixe seu comentário