30º Congresso Fehosp traz debates sobre os desafios do setor filantrópico

Após mais de um ano de enfrentamento à pandemia da Covid-19, os desafios do setor hospitalar se intensificam a cada dia e para debatê-los em busca de caminhos, mais de 50 palestrantes discutirão os temas mais importantes da área da saúde, na 30ª edição do Congresso Fehosp, que será realizado 100% online, de 7 a 11 de junho, pela Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo.

Sob o tema ‘A esperança nos move e a governança nos guia’, serão mais de 80 horas de evento, reunindo importantes profissionais, entre os quais, a infectologista Luana Araújo, que participou, na quarta-feira (2), da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid, no Senado. Luana, que ministrará no dia 8, às 8h30, a palestra ‘Ressignificando a gestão da saúde através das experiências adquiridas no enfrentamento à pandemia’, é mestre em Saúde Pública pela Escola de Saúde Pública Johns Hopkins Bloomberg e a primeira brasileira a receber a prestigiosa Bolsa Sommer.

O evento trará ainda as discussões ‘Saúde Mental: como ajudar os profissionais da saúde e porque cuidar disso em nossas instituições’; ‘Gestão de riscos organizacionais para a sustentabilidade e diminuição de desperdícios’, entre outros assuntos. Haverá também a apresentação de cases, além de 10 fóruns técnicos, envolvendo temáticas das áreas jurídica, controladoria, governança clínica, cadeia de suprimentos, hotelaria e hospitalidade, gestão de pessoas, qualidade e segurança do paciente, sistema de gestão de TI, comunicação e oncologia.

As inscrições para participação no evento podem ser feitas no site eventosfehosp.com.br, onde é possível também consultar a programação completa. Para participar do Congresso, filiados Fehosp e estudantes pagam R$ 300,00 e não filiados, R$ 350,00. Já quem deseja participar dos fóruns, o preço é de R$ 75,00 para filiados e estudantes, e R$ 90,00 para não filiados (valor por fórum escolhido).

“A 30ª edição do Congresso Fehosp representa um grande marco para a história da Federação, das Santas Casas e dos hospitais filantrópicos. Em três décadas, foi possível fortalecer as instituições de saúde por meio do aprimoramento técnico e da adoção de novas práticas de gestão e processos”, fala o diretor-presidente da Fehosp, Edson Rogatti.

“A programação científica trará debates sobre os desafios atuais do setor filantrópico, além de palestras voltadas para o cuidado com os colaboradores do hospital. Ainda em 2021, enfrentamos as mazelas da pandemia da Covid-19 que afetou a todos, sem exceção, seja de forma física ou mental, mas o trabalho deve continuar, a esperança deve permanecer e uma nova governança deve surgir”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.