Academia Nacional de medicina discute Covid-19 e outras pandemias

O que acontece quando as epidemias de obesidade e Covid-19 se encontram? Quais ações podem ser empreendidas contra a epidemia de obesidade na infância e adolescência e como proteger as crianças contra bullying e discriminações?

‘A epidemia da obesidade no século XXI’ será o tema da próxima live promovida pela Academia Nacional de Medicina (ANM), nesta quinta-feira (22), a partir das 14h30.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), 2,3 bilhões de crianças e adultos no mundo estão com sobrepeso ou obesidade, e mais de 150 milhões de crianças sofrem atraso de crescimento devido à alimentação inadequada. No Brasil, de acordo com estimativas de 2020 do Ministério da Saúde, uma em cada quatro pessoas de 18 anos ou mais anos de idade estava obesa, o que equivale a 41 milhões de pessoas.

Os danos acarretados pela obesidade são múltiplos, incluindo diferentes doenças, desde cardíacas e cerebrovasculares, diabetes, hipertensão e até certos tipos de câncer. A OMS estima que os gastos públicos com as doenças causadas pela obesidade são da ordem de 2% a 7% dos orçamentos de saúde em países desenvolvidos.

Organizada pelo acadêmico e secretário geral da ANM, Carlos Eduardo Brandão, e pela médica da USP, Cíntia Cercato, o evento contará com a participação dos acadêmicos Carlos Alberto Mandarim-de-Lacerda e Eliete Bouskela, Monica Gadelha, Rui Maciel, entre outros convidados.

Acessos: Facebook/acadnacmed e Zoom/anmbr

Programação completa: www.anm.org.br/a-epidemia-da-obesidade-no-seculo-xxi

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.