Ao completar 12 anos, AME Itapetininga amplia serviços

O Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Itapetininga (SP) acaba de completar 12 anos (26 de junho) de atuação, oferecendo 25 especialidades médicas a pacientes de 13 municípios compreendidos pelo do Departamento Regional de Saúde Sorocaba (DRS-XVI). E a data é comemorada com a implantação de um novo serviço de quimioterapia, já que o AME passará a integrar o AME Oncologia – iniciativa anunciada pelo governo do Estado na última semana que abrangerá também os ambulatórios médicos de Taubaté, Santo André, Dracena e Mogi das Cruzes.

O programa de tratamento ao câncer vai oferecer assistência mais próxima aos pacientes da região, que antes precisavam se deslocar até Sorocaba para o serviço. No AME de Itapetininga (SP), sob gestão da Famesp, os serviços de diagnóstico e tratamento contra o câncer terão início a partir desta quarta-feira, 29.  O atendimento em Itapetininga vai incluir exames, consultas, cirurgias e sessões de quimioterapia.

A infraestrutura do AME de Itapetininga é formada por 25 consultórios, centro cirúrgico ambulatorial, sala de gesso, sala de coleta e farmácia, além de equipamentos utilizados para diagnóstico. A principal finalidade do serviço é atuar, com alta resolutividade, realizando diagnóstico rápido e encaminhando o paciente para um centro de referência, seja um hospital de retaguarda ou uma unidade básica, onde, aí sim, ele poderá fazer o tratamento completo.

“Em 12 anos de gestão, aspectos relevantes como a atenção prestada às necessidades dos usuários, a valorização e aplicação dos conceitos do SUS na assistência, principalmente relacionados à humanização, e a busca pela qualidade nos atendimentos são diferenciais importantes que têm norteado a nossa atuação. É por isso que iniciamos um movimento de validação de processos de trabalho, para entregar uma assistência cada vez mais eficiente e segura aos nossos usuários, e isso está sendo possível pelo empenho e garra da equipe do AME”, destaca a diretora administrativa do AME, Roberta Fiuza Ramos.

“Temos muito orgulho da gestão que realizamos nesses ambulatórios médicos de especialidades, a exemplo dessa unidade de Itapetininga onde, desde o início, buscamos oferecer os serviços de maior demanda na região. Investimos, por exemplo, numa linha de cuidado para gestantes de alto risco. E, agora, visando minimizar o desgaste de pacientes com doenças oncológicas, passaremos a aplicar quimioterapias no AME”, destaca o presidente da Famesp, Antonio Rugolo Junior. “Isso vai evitar o deslocamento deles para outra cidade e, certamente, humanizar o processo de tratamento já tão desafiador”, completa. “Por fim, 12 anos após aquele começo de gestão, podemos dizer que as parcerias com o DRS Sorocaba e com Secretaria de Saúde do Estado e o empenho de toda a equipe tem feito muita diferença para pacientes de toda essa região e isso é uma alegria para a Famesp, que tem no usuário final seu grande propósito”, finaliza.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.