Artigo – Como um livro pode alavancar a carreira de um Médico

429

Assim como acontece nos livros, os diálogos presentes em grandes filmes ficam marcados para sempre na nossa memória. Pessoalmente, sempre que vou ao cinema fico ligado nas frases que, a princípio passam despercebidas, mas que na sua essência carregam uma mensagem maior.

Foi o que aconteceu na última semana quando revi a animação Rango. Dirigido por Gore Verbinski, o filme é uma mistura de ação, faroeste e comédia que conta a história de um camaleão de cativeiro que vive uma vida de animal de estimação, enquanto enfrenta uma enorme crise de identidade. Em uma das cenas no filme, uma frase em particular chamou minha atenção: “Por que se disfarçar se você pode se destacar?”.

Há várias ações que podem fazer com que o profissional obtenha maior notoriedade no mercado, mas uma em especial pode o levar a outro patamar em sua carreira: lançar um livro.

No caso da carreira médica, escrever uma obra pode ser uma boa forma de o profissional dividir com o maior número de pessoas seus conhecimentos, experiências e soluções. Como o universo literário é muito abrangente, há alguns estilos de livro que podem ser explorados.

O especialista pode optar por um livro que traga dicas e orientações, assim como faz com seus pacientes, esclarecendo um determinado assunto e a partir disso se tornar uma referência. Outra opção seriam livros com uma linguagem mais técnica, voltado para estudantes de graduação ou indivíduos que estão na área também. É uma boa alternativa para quem possui alguma pesquisa ou está dentro da carreira acadêmica, uma obra pode abrir portas para convites em palestras, aulas e até congressos.

Em vários projetos que conduzi, presenciei inúmeros casos de profissionais que tiveram suas carreiras e negócios alavancados drasticamente após se tornarem autores. Se antes, por exemplo, eles faziam quatro palestras ou duas consultorias por mês, após a publicação de um livro este número pelo menos saltou 50% e dobrou ou triplicou em vários casos. E não é porque estamos falando de medicina que não podemos ter um conteúdo literário, como um livro que compartilhe a experiência e as vivências da profissão.

Um exemplo popular disso é Drauzio Varella, médico oncologista e escritor brasileiro de ficção e não ficção. Ele lançou o livro Borboletas da Alma, publicado em 2006, em que esclarece os segredos da vida mental. Outras obras famosas do autor são Estação Carandiru (1999), que virou Best Seller, recebeu o Prémio Jabuti e até mesmo virou um filme. Varella também é autor das Prisioneiras (Companhia das Letras), que encerra com perspectiva diferente a trilogia sobre prisões Carcereiros (2002) e outras obras, além de estudos.

Entre os livros que acompanhei como Book Advisor esta “A Meta da Humanização. Do Atendimento à Gestão na Saúde”, escrito pelo Marcelo Rabahi que fala da importância do medico desenvolver um atendimento humanizado, acolhedor e atencioso. A obra tem um perfil mais técnico, voltada para estudantes, professores de medicina e médicos em geral.

A medicina ainda causa fascínio em muita gente, o médico e autor Atul Gawande escreveu um livro que aborda uma questão complicada, mas que faz parte da rotina de muitos médicos, a morte. Falando de maneira honesta sobre a nossa própria finitude, a obra Mortais (2015) ficou em primeiro lugar na lista de mais vendidos do New York Times.

Outra obra importante escrita por médico é a “Lugar de médico é na cozinha: Cura e saúde pela alimentação viva”, lançada em 2011. Durante o livro Alberto Peribanez Gonzalez revela que a chave para a saúde está bem à mão, nos alimentos da horta e do pomar, dentro da sua própria cozinha.

Costumo dizer que lançar um livro é uma das formas mais eficazes de materializar, de registrar, seus conhecimentos, expertise, vivências e metodologias de trabalho, visando agregar valor e contribuir genuinamente com soluções e melhores reflexões e análises para o seu público-alvo. Como Book advisor, e com a experiência de ter lançado mais de 150 publicações, posso afirmar com tranquilidade que um livro solidifica, expande e carrega a marca de seu autor. É um aliado poderoso na valorização e divulgação de sua atuação profissional!

Eduardo Villela atua como book advisor, assessorando pessoas, famílias e empresas na escrita e publicação de seus livros. Graduou-se em Relações Internacionais e cursou mestrado em administração, ambos na PUC-SP. Trabalha com escrita e publicação de livros desde 2004, já lançou quase 600 livros de variados temas, entre eles gestão, negócios, universitários, técnicos, ciências humanas, interesse geral, biografias e ficção infanto-juvenil e adulta.Trabalhou como editor de aquisições de livros universitários e de negócios na Editora Saraiva, editor de livros de negócios na editora Campus-Elsevier, gerente editorial de todas as linhas de publicações na Editora Gente e copublisher e diretor comercial da Editora Évora (www.eduvillela.com)

Deixe seu comentário