Bahia fez 7 mil cirurgias de hérnia em 2021, com alta de 33% de janeiro a setembro

Com a campanha de vacinação contra Covid-19, possibilitando maior segurança para a retomada das cirurgias eletivas no Brasil, o número de procedimentos para correção de hérnias da parede abdominal realizadas no estado da Bahia, pelo sistema público de saúde, cresceu 33% entre janeiro e setembro de 2021, de acordo com o DataSus.

O salto foi de 881 procedimentos em janeiro para 1180 em setembro. No total, foram 7.567 cirurgias de hérnia realizadas ao longo do ano, sendo 2.346 considerados urgência médica. Salvador, a capital do estado, foi a cidade que mais operou, com 2,5 mil cirurgias.

De acordo com o presidente da Sociedade Brasileira de Hérnia, Dr. Christiano Claus, a cirurgia é a única forma de tratamento para as hérnias. “Não existe qualquer medicação que possa tratar a doença. A correção cirúrgica é essencial para devolver o bem-estar e qualidade de vida aos pacientes que têm hérnia e os cirurgiões que atuam nesta área devem ter o melhor amparo científico para oferecer o melhor resultado ao paciente”, disse Claus.

Números – As hérnias têm alta incidência na população, estima-se que 20% dos homens adultos vão apresentar a alteração na região da virilha em algum momento da vida e 8% dos adultos em geral vão apresentar hérnias umbilicais. Segundo o vice-presidente da SBH, Dr. Marcelo Furtado, o principal sintoma da hérnia é um abaulamento.

“Trata-se de um aumento de volume localizado, uma ‘bolinha’, principalmente durante a prática de exercícios físicos. Os sintomas de dor ou desconforto também podem acontecer e melhoram durante o repouso”, explicou o especialista.

Fora de época de pandemia são realizados cerca de 500 mil procedimentos ao ano para o reparo da doença, considerando as redes pública e privada.

Em todo o Brasil foram feitas 89.367 cirurgias de hérnia em 2021, sendo 27.108 em caráter de urgência.

IV Congresso Brasileiro de Hérnia – O VI Congresso Brasileiro de Hérnia, realizado pela Sociedade Brasileira de Hérnias da Parede Abdominal (SBH), deverá reunir cerca de 400 cirurgiões para debater o tratamento da doença, no Hotel Deville Prime, em Salvador (BA), entre os dias 2 e 4 de dezembro.

De acordo com o diretor executivo da SBH, Dr. Gustavo Soares, o evento será interativo e enriquecedor. “Vamos debater o que há de mais moderno em cirurgias de hérnia, como a técnica robótica, e também o dia a dia de consultório do cirurgião”, disse.

Especialistas de renome mundial, nacionais e internacionais, foram convidados para o evento. O VI CBH vai seguir todas as recomendações de segurança sanitária e medidas de distanciamento devido a pandemia, o que reduz o número de vagas disponíveis para inscrições.

Informações: www.cbh2021.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor insira seu comentário
Por favor insira seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.